Executivo

Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020, 16h:34 | Atualizado: 19/09/2020, 08h:33

DISCURSO EM SINOP

Ter 30 pessoas me vaiando não muda em nada a minha conduta, rebate Mauro leia

Reprodução

Governador Mauro Mendes

O governador  Mauro Mendes (DEM) foi alvo de muitas vaias durante eventos realizado nesta sexta (18), nos municpios de Sinop e Sorriso em Mato Grosso

O governador Mauro Mendes (DEM) minimizou as vaias recebidas durante discurso a produtores ruralistas nesta sexta (18), nas cidades de Sinop e Sorriso, região Médio-norte de Mato Grosso. O chefe de Estado afirmou que ter 30 pessoas o vaiando não muda nada em sua conduta. Além disso, o Mendes disse ainda que em meios às vaias tinham muitos servidores públicos e cidadãos comum, o que se torna natural na visão dele, uma vez que, ele não tem intenção de agradar a todos os mato-grossenses.

“Não tenho a pretensão de agradar 100% dos mato-grossenses. Quem toma a decisão correta agrada alguns, mas desagrada outros. As minhas decisões sempre foram para a maioria. Quando se toma decisões para a maioria, desagrada uma minoria. Não se conserta um estado quebrado como estava Mato Grosso fazendo média.

Mauro Mendes destacou durante discurso que foi preciso tomar algumas decisões rígidas contra ruralistas, entre outras áreas, e que, muitos deles estavam hoje na frente do palanque o aplaudindo e afirmou que haviam servidores público no meio que o vaiaram. “Tive que tomar decisões duras contra os produtores, comércio e indústria. Hoje, os produtores que estavam na frente me aplaudiram o tempo todo. É obvio que no meio tinha muitos servidores, cidadãos comuns. Isso é natural. Gestão se faz para maioria. Se desagrada alguns, tem o direito de se manifestar”, disse.

O governador justificou o protesto em Sinop e Sorriso dizendo que a população está revoltada por conta das medidas tomadas por ele nos últimos dias. “As pessoas estão vaiando pois tive que tomar medidas duras. Ter 30 pessoas me vaiando não muda em nada a minha conduta. Isso não me irritar”, concluiu.

Visita de Bolsonaro a MT

Em sua passagem pelo Mato Grosso nesta sexta (17), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entregou títulos rurais e participou do lançamento da safra de soja 2020/2021. 

Em discurso, Bolsonaro minimizou a dimensão das queimadas que assolam os três biomas de Mato Grosso, atingindo quase 20% do Pantanal e que avança no Cerrado e na Amazônia. Em outro momento, voltou a fazer comentários polêmicos sobre a pandemia da Covid-19 e considerou “conversinha mole” o isolamento social ao destacar o setor do agronegócio por “não ter parado”. Ele parabenizou o Estado por não cumprir o isolamento social.

“Vocês não pararam durante a pandemia, vocês não entraram naquela conversinha mole de ‘fica em casa e a economia a gente vê depois’, isso é para os fracos. O vírus, eu sempre falei, era uma realidade e que tínhamos que enfrentá-lo perante aquilo que não podemos fugir”, disparou.

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Funcionário Público | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 18h11
    11
    1

    30 pessoas que tem famílias e essas famílias tem outras famílias e ao final soma-se mais de 300 mil eleitores que não vão votar novamente no Sr Governador Mauro Mendes e ainda vamos trabalhar contra sua possível candidatura a reeleição. O Sr só ganhou por conta da insatisfação do funcionalismo público com Pedro Taques e por sua falsas promessas, e o que o Sr fez? Pisou, massacrou quem em massa o elegeu. Mas o castigo vem a galope, aguarde Governador sua hora vai chegar e diga-se de passagem de seu vice arrogante e prepotente.também.

  • M | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 16h16
    7
    2

    Nem ter 200000 puxa saco passando pano

  • marta | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 13h47
    9
    0

    problema são os 14% que o senhor descontou dos servidores, ao inves de ir atras dos que roubaram do estado, quando começou o governo blairo maggi começou o deficit na previdencia antes disso não tinha, o senhor tem que cobrar desses governos depois do deDante.

  • Karlos | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 13h15
    20
    0

    pelo contrário, 30 puxa sacos que levou consigo na comitiva e o apoiavam , mais diante da maioria esmagadora, colocaram os rabinhos entre as pernas e nada puderam fazer pra defender aquele que hoje está governador.......parabéns aos sinopenses, e assim será em todo o estado.......PIOR QUE PEDRO TAQUES

  • alexandre | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 12h04
    22
    1

    MM mereceu, ´só quer prejudicar os servidores do executivo e enriquecer legislativo, judiciario e MPE.. não dá..Confisco...

  • Carlos | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 10h27
    21
    0

    Tem uma lei na física que diz: - a toda ação corresponde uma reação. As urnas vão confirmar com toda certeza essa lei física! Eleitores cuiabanos e matogrossenses têm memória e não são bobó chera-chera!

  • João Alves | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 08h14
    27
    1

    A derrota do França vai ser a sua derrota Mauro Mendes. Escolheu pessimamente seu candidato. Anota aí: França não ganha de jeito nenhum. Você ajudou o Paletó.

  • Arruda | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 08h02
    28
    1

    Não tinha 30 pessoas não. Eu estava lá e foi a multidão toda de Sinop no evento que ocorreu . Foi vaiado a fala toda .

  • joao | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 07h36
    25
    1

    Vejo milhares e milhares de pessoas que não votar votar no Roberto França por causa de MM. MM está dando resultado negativo, além de não levar votos está tirando os poucos votos que tem Roberto França.

  • Zee | Sábado, 19 de Setembro de 2020, 05h52
    6
    5

    Tanto quanto goste ou apóie vc vaia quem quiser pessoa imagino EU. O que essa turma do nortão faria se estivesse no lugar naquele momento José Pedro Taques,Sinval Barbosa , Blario Maggi, Emanuel Pinheiro, Carlos Bezerra, e um dos Campos meu Deus acho seriam apedrejados!!!

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....