Executivo

Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 17h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Rumo à Copa de 2014

União libera R$ 450 mi para obras

Secretário Edivá Alves, ao lado do prefeito Wilson Santos   O prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), voltou a reclamar nesta segunda (18) da falta de recursos do governo federal para as obras de infraestrutura dos jogos da Copa do Mundo de 2014. Apesar das críticas, o tucano anunciou a liberação da primeira “bolada” pela União de R$ 450 milhões, que devem ser repassados para a Agecopa. “Quem vai bancar o ‘grosso’ da Copa é Estado e município. As obras vão recair nas costas de prefeitos e governadores”, reclamou Wilson, no Memorial da Água, durante a solenidade de sanção do marco regulatório do tráfego de caminhões de carga e descarga de mercadorias.

   Segundo o prefeito, o governo federal só vai liberar recursos para portos e aeroportos. “O restante será financiado pelos Estados, que terão depois que restituir todo o dinheiro”, disse. Junto com o governador Blairo Maggi (PR) e com o prefeito em exercício de Várzea Grande, Tião da Zaeli, ambos do PR, Wilson participou em Brasília, na última semana, da assinatura da Matriz de Responsabilidades para a Copa do Mundo de 2014. “Não foi anunciado recurso algum para a mobilidade urbana e parece que nem vai ser”, reclamou o tucano.

   Dos R$ 450 milhões liberados pelo governo federal a título de empréstimo ao Estado, R$ 423 milhões serão empregados na construção de dois corredores de acesso exclusivo para ônibus, os chamados BRTs (Bus Rapid Transit). Segundo o secretário de Trânsito e Transportes de Cuiabá, Edivá Alves (PSDB), as obras serão licitadas e fiscalizadas pela Agecopa. “Fizemos apenas a concepção inicial do projeto, que agora está a cargo de uma empresa contratada pela Agecopa”, adiantou.

   Conforme Edivá, o primeiro corredor será construído na avenida do CPA, nas proximidades do mini-estádio Verdinho, passando pelo aeroporto internacional Marechal Rondon, e desembocando no Terminal André Maggi, em Várzea Grande. Com extensão de aproximadamente 15 quilômetros, a obra está orçada em R$ 307 milhões.

   O segundo corretor será construído ao custo de R$ 116 milhões, entre o trevo de acesso ao município de Santo Antônio do Leverger e a avenida Prainha, na região central de Cuiabá. Este trecho deverá compreender 7,5 quilômetros de corredor BRT. Da primeira remessa de recursos do governo federal, também serão investidos R$ 31 milhões na duplicação da rodovia Mário Andreazza, incluindo a ponte, nas proximidades da região do Trevo do Lagarto. Conforme Edivá, a expectativa é de que até 2014 sejam investidos R$ 2 bilhões em obras de infraestrutura.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • JD | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 16h05
    0
    0

    Que pena hem prefeito de Cuiabá, que a prefeitura não vai gerenciar estes recursos... sorte dos munícipes..O Sr reclama do Governo Federal, mas pelo que até agora sabemos a prefeitura não apresentou a contra partida nestes investimentos para a nossa capital....

  • Cicero | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 13h11
    0
    0

    Para o povo o sol! para os políticos a sombra!. O mundo lá fora desabando e, os gatunos da política matogrossense, doidinhos para gasta R$450.000.000.000,é tanto zero que me da inveja,o jeito é chupar manga.

  • mano | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 13h00
    0
    0

    pelo tanto que o Prefeito é religioso ele já deve estar com um terço na mão. kkkk

  • MARCOS | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 12h05
    0
    0

    ATENÇÃO MATO GROSSO!! NÃO VAMOS CAIR NA BESTEIRA DE ACREDITAR NA COVERSA "FIADA" DO PREFEITO WILSON SANTOS , E JAMAIS VOTAR NELE PARA O GOVERNO.

  • vado | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 11h36
    0
    0

    Policia Federal prá vigiá esse pobre 450 milhões senão vai....

  • MARCO | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 09h04
    0
    0

    BOM NOSSO PREFEITO É PROFESSOR DE HISTORIA E CONTA MUITAS HISTORIAS DA CAROCHINA E O POVO É COMO CRIANÇA QUE ACDREDITA EM FADA MADRINHA. TROCAR BLAIRO MAGGI EMPRESARIO, POR UM CONTADOR DE HISTORIA, LA VAI O POVO DE NOVO. CUIDADO NESTAS ELEIÇOES O RETROCESSO É 4 ANOS.

  • AUGUSTA | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 09h00
    0
    0

    COISA BOA É SER PREFEITO OU CUIDADAR DO DINHEIRO DO POVO É SO PEDIR E RECLAMAR PRESTAR CONTA QUE É BOM MEM PENSAR. NA OPINIAO QUEM NUNCA ADMINISTROU NADA NAO VAI CONSEGUIR ADMINITRAR PEGA VERBA E NAO SABE ONDE APLICAR, E O POBRE DO CIDADAO É QUE PAGA A CONTA ELEIÇOES VEM AI CUIADAR DO VOTO É BOM

  • Jean M. Van Den Haute | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 08h30
    0
    0

    Os R$ 450 mi "liberados" foram apenas colocados na Caixa Econômica que pode prestar este dinheiro para obras diretamente relacionadas á Copa. As obras de infra-estrutura urbana dependem do PAC Mobilidade de 2011 com recursos liberados depois da aplicação das diretrizes do Estatuto da Cidade me cumprimento dos Planos Diretores atinentes o que só pode acontecer através da atuação dos ConCidades de cada município envolvido. No caso do transporte coletivo, o sistema BRT não foi aprovado por ConCidade que, na 4ª Conferência das Cidades em Cuiabá e em Várzea Grande recomenda a solução certa do VLT a ser implantado com financiamento internacional baseada nas garantias prestados pelos próprios usuários do transporte público sendo que, ao contrário das Prefeituras e do Governo Estadual, sem capacidade de endividamento, os usuários de transporte beneficiam de uma capacidade de endividamento á nível internacional estimado em 8 bilhões de R$. - Jean M. Van Den Haute - Diretor Técnico e Representante da ASSUT-MT, no SNDU, Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano.

  • fabio | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 20h24
    0
    0

    Esse cara só sabe reclamar,trabalhar que é bom = NADA!!!!! deixa de ser mal agradecido,vai concluir as obras do PAC que a prefeitura atraves da sua turma furtou da população cuiabana a alegria de receber os beneficios do saneamento ate agora. Para de reforminhas de praças,chega de nhem nhem,toma prumo no corpo rapaz,vc quer levar tudo no gógó. Cuiabá não é quintal de galinha e nem uma grande igreja que vive de escutar frases de efeitos de mercadores de ilusoes,respeite o povo Cuiabano que é trabalhador e honesto.

  • marcio guerra | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 17h20
    0
    0

    MAS SERA QUE AINDA VAO INSISTIR CO E TAL DE EDIVAR NO TRANSITO DA CAPITAL? POR ISSO QUE PERDE A ELEIÇAO

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

Demitida por ter apoiado Bolsonaro

josenai 400 curtinha   A aprovação em seletivo não foi suficiente para que o contrato da professora Josenai Terra (foto), que se estenderia até dezembro deste ano, fosse cumprido pela Unemat Campus Tangará da Serra. A professora lecionava desde 2017, mas em setembro de 2018 foi a única contratada para...

Prioridade do DEM é reeleger Bussiki

marcelo bussiki 400 curtinha   Dos 25 vereadores, inclusive todos determinados a buscar a reeleição, um deles vai concorrer numa condição um tanto confortável. Trata-se de Marcelo Bussiki (foto), que integra o grupo político do governador Mauro, de quem, aliás, foi controlador-geral do...

Detran-MT recria taxa e fixa R$ 316

Entra em vigor a partir de hoje a lei 10.956, que cria uma taxa de R$ 316 para registro de contrato de financiamento de veículo, com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil, de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor. A taxa será paga pelas agências financeiras e não pelos compradores. A partir de agora o serviço passa a ser executado e gerenciado 100% pelo Detran-MT. Por se tratar de nova...

Efetivos ilegais temem delação de Riva

Não são só os deputados e ex-parlamentares que estão em desespero por causa da eminente delação do ex-presidente da Assembleia José Riva junto ao MPE. Quem também se encontra em apuros são aqueles servidores que já enfrentam processo na Justiça por terem sido supostamente efetivados de forma ilegal à época em que Riva comandava a AL. Segundo o MPE,  eles foram estabilizados por atos administrativos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.