Executivo

Segunda-Feira, 25 de Novembro de 2019, 19h:58 | Atualizado: 26/11/2019, 12h:07

APÓS 34 ANOS

Usando dinheiro da corrupção, Hospital Central será concluído depois de 34 anos

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes anuncia a retomada das obras em evento no Palácio Paiaguás

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, nesta segunda (25), a retomada e conclusão de duas obras na saúde. São elas: o Hospital Central de Cuiabá e o novo Hospital Universitário Júlio Müller. A inauguração das duas unidades de saúde deve acontecer no prazo de três anos.

No evento realizado no Palácio Paiaguás, Mauro afirmou que  a conclusão do Hospital Central  será realizada com dinheiro recuperado através do  combate à corrupção no Estado. A  obra foi iniciada há 34 anos e passou pelos Governos Júlio Campos,  Carlos Bezerra, Jayme Campos, Dante de Oliveira, Blairo Maggi, Silval Barbosa e Pedro Taques,

“Grande parte do recurso virá de uma parceria que já estabelecemos com o Ministério Público do Estado. Esse dinheiro será arrecado e recuperado do combate à corrupção e será destinado à construção desse hospital”, pontuou Mauro.

A conclusão do  Hospital Central será executada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). A obra está orçada em R$ 135 milhões, com mais R$ 100 milhões previstos para a aquisição de equipamentos. Até o momento, o Governo do Estado já dispõem de R$ 6 milhões com previsão de entrada de R$ 40 milhões até setembro do ano que vem.

“Nessa conta já tem mais de R$ 6 milhões entregues pela Controladoria Geral do Estado [CGE]. Já temos um termo de acordo assinado que depositará agora em novembro mais R$ 20 milhões, e em setembro de 2020 mais R$ 20 milhões. Então, começamos com R$ 46 milhões nesta conta só de dinheiro recuperado de combate à corrupção, feita pelos órgãos de controle”, completou lembrando que os ministérios público Estadual e Federal também se comprometeram com a destinação de recursos para o Hospital Central.

Mauro também garantiu que os 9 mil m2 já construídos serão aproveitados e que a estrutura está em perfeitas condições de uso, conforme laudo técnico. A expectativa é que a licitação para retomada da obra seja lançada em janeiro.

a construção do hospital vai reverter os problemas enfrentados pela SES-MT no déficit de leitos por alta complexidade, aos altos custos com o serviço de Tratamento Fora do Domicílio (TFD) e, também, na área de judicialização.

“Ainda temos um volume muito grande de cidadãos que necessitam de uma solução na área da alta complexidade. Se não adotarmos uma medida, como aquelas que estamos realizando desde o início do nosso Governo – que inclui a modernização dos hospitais, criação do Hospital Estadual Santa Casa e agora, a do Hospital Central que vem para uma solução mais efetiva –, [a situação] deve se agravar ao logo dos anos”, disse o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo.

Quando a obra for totalmente finalizada, o Hospital Central terá nove salas cirúrgicas e ainda contará com 60 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 36 leitos da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), 21 leitos de Pronto Atendimento, 44 leitos de retaguarda e 129 leitos de enfermaria; um total de 290 leitos voltados para o atendimento de toda a população mato-grossense.

Dentre as especialidades previstas para o hospital, está a Cardiologia, Neurologia, Vascular, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia,Ginecologia, Infectologia e Cirurgia Geral.

Novo Júlio Müller

Após 11 meses de tratativas com a UFMT, o Governo do Estado se prepara para lançar até o final de dezembro de 2019 a licitação que culminará na retomada da obra do novo Hospital Universitário Júlio Müller. O Termo de Referência e o edital já foram finalizados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e estão na Procuradoria Geral do Estado (PGE) para análise e parecer final.

Durante apresentação do projeto,  Mauro   destacou o esforço para a retomada do trabalho junto à UFMT, logo no início da gestão e lembrou da importância da obra.

“Para dizer que hoje vamos fazer, tomamos todas as medidas necessárias. Foram longos meses que nossos técnicos, juntamente com os da universidade, trabalharam na atualização do projeto do Hospital Júlio Muller. Estamos finalizando o edital e antes de tornar pública a licitação nós temos o dever de apresentar aquilo que será feito. São 58 mil metros², mais de 350 leitos e uma obra que já possui R$ 96 milhões em conta”, anunciou o governador.

O reinício da obra do Hospital Universitário Júlio Müller faz parte do conjunto de mais de 100 obras retomadas pelo Governo do Estado, por meio da Sinfra, e que começam a ser concluídas. No total, R$ 96 milhões (recurso federal) já estão assegurados para a construção da unidade hospitalar paralisada há cinco anos.

“A Sinfra e a UFMT é uma parceria que está dando certo e até dezembro, com o parecer da Procuradoria Geral do Estado, nós lançaremos o edital de lançamento e de conclusão das obras do Hospital Júlio Muller”, anunciou o secretário da Sinfra Marcelo de Oliveira.

Então, começamos com R$ 46 milhões nesta conta só de dinheiro recuperado de combate à corrupção, feita pelos órgãos de controle

Governador Mauro Mendes

“Após a aprovação da Procuradoria será publicado o edital. A licitação será na modalidade RDCI (Regime Diferenciado de Contratação Integrada). Como se trata de uma obra com muitos detalhes nós vamos ampliar o prazo de 30 dias para 45 dias para apresentação de propostas por parte das empresas”, esclareceu o titular da Sinfra. 

Parceria

A construção do hospital tinha um investimento previsto, em 2012, de R$ 116.501.424,47, sendo que 50% são recursos do Governo do Estado e 50% do Governo Federal, orçamento proveniente do Ministério da Educação (MEC).

As obras paralisadas do complexo estão localizadas no km 16 da rodovia Palmiro Paes de Barros, que liga a Capital a Santo Antônio de Leverger (32 km de Cuiabá). À época a área foi doada pelo Governo estadual para a construção do Campus II da UFMT, onde também seria instalado o novo prédio da Faculdade de Medicina, cuja a edificação foi concluída.

A nova unidade do Júlio Müller, além de atender a população, foi concebida para funcionar como hospital escola voltado à formação de profissionais de toda área de saúde, principalmente médicos. O projeto inicial previa 250 leitos, 23 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto; 16 UTIs pediátricas; 20 UTIs Neonatal; 26 leitos de pré-atendimento, além de farmácia, laboratório, 6 salas para cirurgias, clinicas para diversas especialidades, entre outras funções.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Lúcio | Terça-Feira, 26 de Novembro de 2019, 20h18
    1
    1

    E o MM, devolveu a parte dele, ou alguém acha que esse foi,é o empresário mais honestinho da terra....Sinceramente, tem que ter muita cara de.....para vir com essa.....

  • Ze Leite | Terça-Feira, 26 de Novembro de 2019, 14h20
    3
    0

    É só confiscar dinheiro dos ex governadores que a obra será executada com maior facilidade.kkkkkkkkkk

  • Falei | Terça-Feira, 26 de Novembro de 2019, 09h11
    5
    2

    Obra concluida em 2 anos? Com recurso que vai entrar sabe quando e garantido 50 milhões de uma obra com estrutura e equipamentos que falam em 270 milhões? Duvido. Isto é apenas picadeiro político e mais uma obra que vai deixar pra outro terminar.quem vê escuta.

  • Eleitor | Terça-Feira, 26 de Novembro de 2019, 00h33
    5
    6

    AS CUSTAS DO SOFRIMENTO DOS SERVIDORES QUE ESTAO SOFRENDO AS DOZE MESES COM SALÁRIOS ATRASADOS E PARCELADOS ESTE GOVERNO PODE RETOMAR QUALQUER OBRA. MAS TODO ESTE SOFRIMENTO E HUMILHAÇÃO SERA LEMBRADA NA DEPOSITAR OS NOSSOS VOTOS CONTRA ESTE QUE É O PIOR GOVERNADOR DA HISTORIA DE MATO...EM 2022, VAMOS ELEGER AO GOVERNO O CUIABANO EMANUEL PINHEIRO QUE ESTA SENDO O MELHOR PREFEITO DA HISTORIA DE CUIABÁ. TE

Matéria(s) relacionada(s):

Cidinho declina do convite à suplência

cidinho 400 curtinha   O ex-senador e empresário Cidinho Santos (foto), do PL, declinou do convite para compor uma das suplências da chapa ao Senado de Otaviano Pivetta (PDT). Em princípio, ele havia aceitado ser o primeiro-suplente. Mas questões empresariais não permitem que neste ano Cidinho concorra a cargo...

Conselhos, o populismo e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), bastante conhecido pelo perfil populista, busca se apegar cada vez mais às massas. Até para inaugurar um posto de saúde, Pátio, estrategicamente, aproveita para criar, ali na comunidade, os chamados conselhos. Busca debater...

Educação Inclusiva no Nilo Póvoas

marioneide 400 curtinha   A Seduc, sob Marioneide Kliemaschewsk (foto), decidiu desativar a tradicional escola estadual Nilo Póvoas, que funcionava há 50 anos no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, o que acabou gerando protesto de pais e alunos. O prédio agora vai abrigar o Centro de Referência em...

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.