Executivo

Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 16h:58 | Atualizado: 15/08/2019, 17h:05

Votação não é recado da base, ameniza Mauro sobre rejeição de indicado à Ager

Para o governador Mauro Mendes (DEM) a rejeição da indicação do servidor de carreira Emerson Almeida de Souza para o cargo de diretor de Transportes da  Agência de Regulação dos Serviços Delegados (Ager-MT) pelos deputados estaduais não pode ser encarado como “recado” da base governista por algum descontentamento com a conduta do Palácio Paiaguás. Lembrou ainda que José Rodrigues da Rocha Júnior, indicado para diretor-ouvidor da autarquia, teve o nome aprovado pelos parlamentares.

“Isso jamais pode ser interpretado como recado da base. Existem problemas intra corpore entre os deputados relacionados aos interesses que eles legitimamente manuseiam. O indicado intimamente ligado a mim, que foi secretário na Prefeitura de Cuiabá na minha gestão foi aprovado”, pontuou Mauro na tarde desta quinta (15).  

Tchélo Figueiredo

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes em coletiva à imprensa na tarde desta 5ª, em que fez balanço de gestão do Detran; ele comenta sobre decisão da AL

A indicação de Emerson Almeida foi rejeitada por 10 votos a oito. Já José Rodrigues Rocha Júnior foi aprovado por 17 votos a zero. A votação foi na sessão vespertina da última quarta (14).

Agora, Mauro deve nomear o  diretor-ouvidor da Ager. Para o cargo de diretor de Transportes, será feira uma nova indicação para sabatina da Assembleia.

  “O Governo fez um indicação e lamentavelmente e por um problema de entendimento deles, de quem indicou, de quem queria e de quem não queria, houve essa recusa. Estou muito tranquilo. Isso não cria nenhum óbice para fazer nova indicação. Estamos estudando e certamente enviaremos outro nome”, completou.  

A rejeição de  Emerson desagradou o presidente da  Assembleia Eduardo Botelho (DEM), que atribui o resultado da votação à articulação do deputado Max Russi (PSB). Acusado de praticar “canalhice” diante dos colegas, o socialista optou por não responder e deixou o plenário em silêncio.

 Já o governador preferiu não comentar a situação. Afirmou que somente Botelho pode esclarecer o motivo de ter se indignado com a conduta do colega.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Servidor Revoltado | Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2019, 09h37
    0
    1

    Esse Tukinha é o puxa saco juramentado. kkkkkkkkkk

  • TUKINHA NETTO DE CUIABÁ | Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2019, 07h58
    4
    0

    Como é bom DEPUTADOS eleitos por nós ser a favor de uma grande mudança dentro daquela autarquia . Com este Jurista a Frente , que é o Dr. José Rodrigues Rocha Junior tenho certeza que muitas caixas prestas serão abertas , Pois aonde este ADVOGADO passou como Secretário as respostas foram positivas , só ver via impressas séria . Parabenizo ao Governador e Primeira Dama pela indicação , lembrando que o ADVOGADO tem visão e busca sempre a qualidade positiva aos servidores aonde passou como Secretário , não tem medo de novos desafios e sempre rodeado de verdadeiros guerreiros com estudo e tecnico . Desejamos Sucesso e paciência de costume para dar respostas a nós sociedade . Eu Sou Tukinha Netto de Cuiabá-mt

  • Benedito costa | Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2019, 07h32
    0
    0

    Simples entender: a Ager é um órgão que estabelece regras do transportes de passageiros do Estado, cria regras de transportes de passageiros, cria novas concessões de transportes. Daí a questão, com um servidor de carreira que foi indicado pelos deputados? Vão ficar na mão.

  • Joaquim | Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 20h25
    0
    1

    Governador olha para a SESP mas especificamente para a adjunta de administração penitenciária já deu o adjunto já era está protegendo quem é como o cara diz na cara do juiz que foi pego de surpresa com uma operação desta magnitude quem liberou as diárias para o pessoal vir do interior quem foi a governador o senhor não vai cair nesta mentira deslavada e sem vergonha na cara né

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

Sob recall e apoiamento de Bolsonaro

roberto franca 400 curtinha   Mesmo isolado e sem grupo político da época em que foi prefeito por duas vezes, Roberto França (foto), filiado ao nanico Patriota, não desiste da pré-candidatura em Cuiabá. E há um motivo forte que o deixa empolgado. Seu nome vem se consolidando como o segundo nas...

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.