Executivo

Quarta-Feira, 17 de Fevereiro de 2010, 11h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

RUMO ÀS URNAS

Wellington diz que candidatura de Wilson vai prejudicar obras

Wellington Fagundes (PR)Wilson Santos (PSDB)   O presidente estadual do PR e deputado federal de quinto mandato Wellington Fagundes acredita que Cuiabá será prejudicada pela pré-candidatura do prefeito Wilson Santos (PSDB) ao governo de Mato Grosso. Segundo ele, mesmo não ocorrendo eleições municipais neste ano, o fato de Wilson participar da corrida ao Paiaguás influenciará na quantidade de obras que acontecerão na cidade. “Duvido que as obras passam ser concretizadas, pois estamos em ano de eleição. Devem ocorrer intervenções e questionamentos dos órgãos responsáveis pela fiscalização”, declarou o parlamentar, em entrevista ao Programa Cidade Independente, da Rádio Cidade, apresentado por Edivaldo Ribeiro.

   O deputado reclamou da atuação do TCE, TCU e Ministério Público, órgãos que, na avaliação dele, às vezes interferem sem necessidade, como teria ocorrido, por exemplo, na duplicação da Estrada Parque de Chapada, que teve as obras paralisadas devido à falta de licenciamento ambiental. Os trabalhos na estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães são tocados pelo governo, sob Blairo Maggi (PR).

  Além de analisar os reflexos da candidatura de Wilson para a cidade de Cuiabá, Wellington salientou que o vice-governador Silval Barbosa (PMDB) terá a árdua missão de em apenas seis meses para mostrar “trabalho” à população. Na ótica do parlamentar, a missão é complexa porque o peemedebista será muito mais cobrado.

  Numa rápida avaliada do cenário político, o presidente do PR, responsável pelas articulações estratégicas da sigla, avalia que o momento é positivo para os republicanos, e que o grupo (PMDB-PT-PR) deve aproveitar o racha no ninho tucano para crescer. “Temos que aproveitar a briga do Antero Paes de Barros e (Carlos) Avalone para mostrar que aqui tem unidade”, ressalta. Neste sentido, o PR apareceria como a “solução” para os outros partidos, já que o grupo demonstraria uma união firme em torno da candidatura de Silval. “Tudo está muito indefinido, até o DEM pode vir conosco”, pondera.

  Neste sentido, o deputado não descarta a candidatura de Mauro Mendes (PSB) na chapa encabeçada por Silval. Ele pondera que, mesmo em lados opostos, continua sendo amigo de Mendes e o respeitará sempre. “Inimigos hoje na política podem ser aliados depois. Mauro já esteve do nosso lado e existe sim a possibilidade dele ser vice de Silval, conhecemos as qualidades do Mauro”, afirma o republicano.

 

Clique no play e confira entrevista de Wellington Fagundes à Rádio Cidade

 

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Sandro Cesar | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 11h23
    0
    0

    com certeza com essa declaração tudo se esclarece, A TURMA DA BOTINA ESTÁ FAZENDO JOGO SUJO COM CUIABÁ. ninguém aguenta + esse povo, fora Blairo, fora silval "divisor" barbosa.

  • Arnaldo César | Domingo, 21 de Fevereiro de 2010, 09h46
    0
    0

    Esta não para publicar: Li umas duas reportagens assinadas por Patrícia Sanchez e fiquei convencido que seus textos mais confundem do que informam. Ou será que revogaram a objetividade, concisão e clareza como regra para os textos jornalísticos e não me avisaram?!!!

  • roberto | Sábado, 20 de Fevereiro de 2010, 14h06
    0
    0

    Não tem pra ninguém é 45, Wilson Santos, sempre na política a decisão é tomada por meia dúzia de Senhores Feudais, por isso sempre o povo, especialmente o Mato Grosso decide pela alternância do poder, chega desses compradescos, em falar nisso Excelência Wellington, cuidado com o povo o seu eleitorado está cada vez mais diminuindo, ok.

  • antonio da silva | Sexta-Feira, 19 de Fevereiro de 2010, 22h40
    0
    0

    a turma da botina esta em desespero, a coligaçao PSDB/DEM /PTB esta cada ves mais unida com espectativas de novos partido no arco de aliança. e com a campanha atrelada na majoritaria da uniao.

  • Paulo Sérgio | Quinta-Feira, 18 de Fevereiro de 2010, 10h40
    0
    0

    Paulo Sérgio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Gustavo Ike de Oliveira e Silva | Quinta-Feira, 18 de Fevereiro de 2010, 09h59
    0
    0

    A mim me parece que a campanha já começou, que há um número incalculável de pessoas trabalhando para a turma da botina, apostando todas as fichas na eleição de Silval. Ocorre, porém, que quando o povo quer não há como impedir. E o povo quer Wilson desta vez. Água de morro abaixo, fogo de morro acima e eleitor quando quer votar no melhor, ninguém segura. Dá-lhe Wilson!

  • Gonçalo Otoni de Carvalho Pinto | Quinta-Feira, 18 de Fevereiro de 2010, 09h56
    0
    0

    Causa estranheza a lógica do deputado Fagundes, que quando se refere a Wilson diz que a hipótese de sua candidatura ao Governo será o caos para Cuiabá, enquanto que ao falar de Maggi e do embargo da duplicação da rodovia Cuiabá-Chapada põe a culpa no TCU, CGU e outros órgãos fiscalizadores. É uma lógica bem cabotina essa, hein? Wilson não é esse vilão que querem fazer crer, nem Maggi é um santo como pretendem convencer. Maggi é mais rico, planta mais soja, tem uma visão empresarial de administração. Wilson é mais povo, lidou com política desde o tempo de professor de cursinho, tem mais jeito de administrar para o bem da população. Wilson é o meu candidato e estamos conversados.

  • Eduarda Mello | Quinta-Feira, 18 de Fevereiro de 2010, 07h38
    0
    0

    Tudo que acontece em Mato Grosso, esses pseudo políticos dizem que é culpa do Wilson. Sr. Wellington, só falta o Sr. dizer que as enchentes em Mato Grosso são culpa do Wilson também. Admitam, vocês estão se "borrando" de medo do candidato fortíssimo chamado WILSON SANTOS. Mas olha, está escrito nas estrelas... Wilson Governador a partir de 2011.

  • Joacir | Quarta-Feira, 17 de Fevereiro de 2010, 17h03
    0
    0

    Acreito Eu, ja esta na hora e unificar os pleitos eleitorais, não da mais para continuar do jeito que esta de dois em dois anos tem eleição, para tudo de novo por um periodo de 6 meses, cade a emenda do SR deputado para unificar os pleitos federais, estaduais e municipais. Isso economisaria para o contribuinte que não aguenta mais pagar impostos.

  • Denilson | Quarta-Feira, 17 de Fevereiro de 2010, 16h43
    0
    0

    Acho q as benesses do desenvolvimento tem q ser divididas com a população mais carente. Eu não gosto muito de me manifestar mas, farei-o: não há o q dividir se não houver o tal "desenvolvimento". Então, penso q os candidatos não devem opor uma coisa à outra. Não sei se consigo me expressar mas, gostaria q conciliassem esses fatores. Um abraço e boa sorte aos tubarões da nossa política estadual.

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.