Executivo

Terça-Feira, 12 de Janeiro de 2010, 16h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Palácio Alencastro

Wilson quer mais caixa com IPTU

   O prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) aproveitou o lançamento da campanha do IPTU 2010 para reclamar da não aprovação do projeto de lei, que tramita na Câmara de Cuiabá desde o ano passado, que prevê a atualização da planta genérica de Cuiabá. “Os parlamentares são céticos quando o assunto é tributos. As discussões foram muito superficiais. O que é pior? Aumentar os tributos ou não ter dinheiro para construir escolas e unidades de saúde?”, questionou o tucano. “Estávamos apenas atualizando os valores e não elevando o tributo”. Por fim, reclamou que o preço da gasolina, dos alimentos, da energia elétrica aumentaram, enquanto que os tributos do município não tiveram reajustes. “Tudo subiu, menos os tributos do município”. Caso o projeto seja aprovado, vai haver a atualização dos valores de maneira escalonada durante quatro anos. Assim, o aumento, que valerá a partir de 2011, será de 25% ao ano.

   A medida prevê alterações nos valores dos imóveis e, consequentemente, do IPTU, mas os maiores reajustes devem ocorrer no Goiabeiras, Jardim Itália, Três Américas, Duque de Caxias e nas residências e prédios situados nas avenidas Miguel Sutil, das Torres e Fernando Corrêa. A proposta, que ficou para este ano, prevê também a dilatação do teto de isenção, hoje estipulado em R$ 5 mil. O benefício pulará para R$ 11 mil. Dessa forma, em vez de 6 mil cuiabanos isentos, serão 18 mil. O prefeito acabou recuando e deixou as discussões para este ano, porque a proposta não foi bem aceita pelos parlamentares, que temem prejudicar as suas imagens junto aos munícipes. Assim, devem ser realizadas audiências públicas neste ano para discutir a proposta e, somente depois, ela deve ser apreciada em plenário. Ele argumenta que Cuiabá arrecada R$ 34 por habitante, enquanto que Campo Grande arrecada R$ 130.  

   Apesar de reclamar da não aprovação do projeto, Wilson comemorou a diminuição do índice de inadimplência do IPTU e a expectativa de elevar para R$ 25 milhões a arrecadação com o imposto. Desde que o tucano assumiu a prefeitura em 2004, ele elevou de R$ 10 milhões para R$ 21 milhões a arrecadação. O percentual da inadimplência ficou em 55% em 2009. "Para reduzirmos ainda mais esse índice, estamos estudando a possibilidade de criar uma secretaria que ficará responsável apenas pela arrecadação dos tributos", conta Wilson.

  Ao total vão ser impressos 164.761 carnês referentes às inscrições prediais. Eles chegarão às caixas de correio da população em 25 de janeiro. O menor carnê custará R$ 31. Já os proprietários dos 4.595 mil terrenos cadastrados não receberão carnes e deverão requisitar a “fatura” via internet no site da prefeitura ou ir pessoalmente ao Palácio Alencastro. “Eu fui a primeira pessoa a pagar o imposto. Se fosse algo bom não se chamaria imposto, mas é necessário para que façamos investimentos na cidade, como novas escolas e postos de saúde”, justificou Wilson.

   A exemplo do ano passado Wilson manteve os descontos de 25% para as pessoas que pagarem o imposto a vista e que não possuem nenhum débito com a prefeitura e de 10% àqueles que ainda não conseguiram regularizar a sua situação. O valor do imposto pode ainda ser dividido em até seis vezes. Segundo o secretário de Economia e Finanças, Guilherme Muller, há ainda a possibilidade de parcelamento de dívidas. Neste ano, a campanha, que ainda não foi batizada, não vai distribuir prêmios.

  O valor do IPTU é calculado em duas situações. No caso dos imóveis edificados, o imposto é sobre 0,4% do valor. Já no caso dos terrenos, o valor é calculado em cima de 2% de quanto vale o imóvel. “Não houve nenhum reajuste no IPTU, nem mesmo o da inflação que foi de quase 5%. Na prática vamos ter menos dinheiro que em 2009”, reclamou o prefeito, que não escondeu o seu descontentamento com o fato dos vereadores não terem apreciado e aprovado o polêmico projeto que pretende atualizar os valores da planta genérica.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • DINDA | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 10h25
    1
    0

    Cidadão cuibanês Imposto tem ser pago sim, há maioria não pagua seus imposto em dias é ainda quer, cobrar alguma coisa, faça a sua parte. Outra coisa não houve aumento do ITPU, foi pra câmara pra ser votado mais os vereadores não aprovaram, porem as edificações que foram ampliadas tiveram correção. Aquelas pessoas que se sentirem prejudicas procurem a Gerencia de Cadastro da Prefeitura de Cuiabá, Edf Alencastro 3º Andar. Que poderam tirar as suas dúvidas.

  • Silvana | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 21h23
    0
    1

    Olha o pinóquio ai Gente, um verdadeiro pinóquio, onde ganhou as duas eleições só com mentiras: Eta do tijucal e muitos outros que os Municipes elecaram abaixo , só pra ter uma idéia dia 11 de janeiro que ele lança campanha contra dengue, depois que muitas pessoas ja moreram e vai morrer e ainda sabemos que está havendo uma reforma no Pronto socorro de cuiabá mal feita, assim como as outras, sabendo que para a copa de 2014 terá nova reforma e assim por diante e ainda e quer aumentar IPTU pra que? Cuiadado ele quer ser Governador...

  • complementando...altos do coxipó | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 16h33
    0
    1

    FOI ESQUECIDO DE FALAR DA OBRA, CENTRO DE CONVIVENCIA DE IDOSOS PARA SER CONCLUIDA COM SEIS MESES,TEM SEIS ANOS,ESTA AQUI ATRAS DA ANTENA DA (TIM)PROXIMO DO ATACADÃO TIJUCAL. EU ACHO ESTRANHO QUE AS ALTORIDADES NÃO SABE DISSO,AI EU ME PERGUNTO PORQUE NÃO SÃO FISCALIZADAS..?? ROMILSOM,PODE ENVIAR ESTE EMAIL PARA O MINISTÉRIO PUBLÍCO,EU FAÇO QUESTÃO E ACEITO A BRIGA.

  • toco mil | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 10h13
    1
    0

    Nós do bairro Santa Amalia queremos que ele venha pessoalmente aqui cobrar o IPTU,O BAIRRO ESTÁ PARECENDO QUEIJO SUIÇO.

  • timoneiro | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h58
    0
    1

    QUE DIREITO ESSE PINOQUIO ACHA QUE TEM EM QUERER AUMENTAR A ARRECADACAO DO IPTU,SE ELE PINOQUIO E SEUS SECRETARIADOS NAO FAZEM NADA EM RELACAO A MELHORIA DOS BAIRROS DE CUIABA,TODA BAIXADA CUIABANA ESTA PARECENDO UM GARRIMPO A CEU ABERTO E CRATERA POR TODA CIDADE,CUIABA ESTA PARECENDO UM AFGNISTAO POS GUERRA.

  • MORADORES INDIGUINADOS | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 08h49
    0
    1

    SABEM PORQUE DEIXEI DE PAGAR MEU IPTU E SÓ VOU PAGAR QUANDO VER UMA BENFEITORIA EM MEU BAIRRO. MORO A 20 ANOS NO BAIRRO ALTOS DO COXIPÓ E NESSES 20 ANOS ,VI E OUVI TODOS OS TIPOS DE PROMESSAS, SOBRE MELHORIA DO BAIRRO FEITO POR POLITICOS LOCAIS,TODOS ATRAS DE VOTOS. SÓ QUE NENHUM CUMPRIU O QUE PROMETEU, ATÉ O PREFEITO ATUAL JOGOU BOLA POR AQUI AINDA QUANDO CANDIDATO A DEPUTADO PROMETENDO MANDAR GRAMAR O CAMPO E ASSIM VAI OUTROS QUE POR AQUI PASSARAM( AURÉLIO AUGUSTO,VUOLO,VALTER RABELO, BLAIRO MAGGI,TELMA DE OLIVEIRA,ELIENE )DENTRE OUTROS E ATÉ AGORA NADINHA DE NADA.JÁ IA ME ESQUECENDO SOBRE O CAMPO VIROU LOCAL ONDE MORADORES JOGAM TODO TIPO DE ENTULHO. MAS AINDA TENHO ESPERANÇA POIS SOU BRASILEIRO.

  • José Filgueira | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 07h56
    1
    0

    Sr. Prefeito a melhor forma de lançamento do IPTU todo ano no mês de Janeiro , seria o poder público fazer a sua parte com o dinheiro arrecadado do ano anterior, fazendo a coleta de lixo, recapeando as ruas da cidade, fazendo a limpeza das ruas para evitar a dengue, fazendo o esgoto que corre a céu aberto na maioria das ruas e assim resumindo: cada um fazendo a sua obrigação coisa que não está acontecendo em Cuiabá. Como accreditar que este ano vai ser bem empregado o dinheiro do IPTU ? Ví um caminhão cheio de massa asfáltica com cinco trabalhadores jogando com pá nos buracos do Santa Izabel sem nenhum rolo compressor para fixar aquela massa nos buracos e no outro dia após a chuca da noite estava aberto o mesmo buraco. VEJAM como si joga dinheiro fora. Vamos valorizar a coisa pública com responsabilidade.

  • Rodrigo Sampaio | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 00h43
    1
    0

    Uma postura interessante a de multar quem é adpto da cultura de não pagar o IPTU é um imposto que reverte em mais saúde e educação para a cidade. Agora o mais absurdo é Cuiabá perder na arrecadação e bem feio para Campo Grande Vamos mudar isso gente

  • João Cruz | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 00h12
    0
    1

    A palavra já diz tudo...mas mesmo assim é inadimissível que em cuiabá a cultura seja do não pagamento, ao contrário da nossa vizinha Campo Grande-MS, por exemplo. Ninguém gosta de impostos, mas no caso do IPTU, vejo como necessário. Tinha é que haver punião como acontece com o IPVA só assim aumentaria a arrecadação

  • Eliane Dias | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 00h09
    1
    0

    O nome já diz (IMPOSTO) não fosse assim, não seria necessário. Não vejo aumento, a não ser no meu caso, que moro no Santa Cruz II, mas isso justifica pela valorização da área. Se pago mais é porque valorizou o meu imóvel, o meu terreno e melhorou a qualidade de vida na região

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.