EXPEDIÇÃO 300

Sexta-Feira, 09 de Agosto de 2019, 08h:06 | Atualizado: 10/08/2019, 12h:03

Com mãos no barro, ceramistas carregam cultura milenar e resistem ao tempo fotos

José Medeiros

Ceramistas posam frente a um mural em que foram pintadas na comunidade S�o Gon�alo Beira Rio

Ceramistas posam em frente a um mural em que foram pintadas na comunidade São Gonçalo Beira Rio. Se orgulham da atividade e lutam pela causa por lá

É na curva do rio Cuiabá, bem onde fica o barranco, que o barro desmancha em uma liga ideal para o artesanato. Vira pedra, que é moldada e depois vai para as chamas. O molde, quase sempre, em movimentos circulares nas mãos das ceramistas. 

Quase em tudo em volta do rio Cuiabá, em todo seu percurso, é criado a partir do barro. Barro que vêm da terra vermelha e fartura de água, e que juntos geram a matéria prima, para resistente vida ribeirinha através dos séculos.

José Medeiros

Alice exibe peças que faz com muito amor e dedicação

José Medeiros

Com astral totalmente positivo, ela acredita que arte melhora sua vida

Alice é a líder destas mulheres que mantém o barro em constante movimento. Com astral alegre e discreto, acredita que arte melhora a vida e amo o que faz

As casas são de barro, alguns fornos que cozinham a base de lenha, também. O barro vêm da terra, a mesma que já deu plantio de frutos e verduras às margens dos rios. Rio que ainda tem peixe, não muitos, mas tem. 

Pelo menos, é isso o que contam duas artesãs da Comunidade São Gonçalo Beira Rio, documentadas pelas lentes do fotógrafo José Medeiros na Expedição 300 - O rio das lontras brilhantes: da nascente à foz, e que traz detalhes exclusivos pelo .

José Medeiros

Quando mais jovens, ceramistas buscavam o barro no barranco que fica na curva do rio

Quando mais jovens, ceramistas buscavam o barro no barranco, que fica na curva do rio, hoje elas pedem para que os mais jovens peguem a matéria prima

Há alguns anos atrás, Juraci Marcelina da Conceição, 60 anos, e Alice Conceição de Almeida, 72 anos, tinham a rotina de buscar as porções para modelar suas artes na curva do rio, onde elas indicam o barranco com sustância ideal para o artesanato. Com o passar das décadas, a tarefa ficou difícil e arriscada para senhoras, por isso, elas encubem gente mais jovem para capturar um pouco mais da matéria prima.

José Medeiros

Pe�as retratam a cultura cuiabana, pe�as de cozinha ou para decpra��o

Peças retratam a cultura cuiabana, elas variam entre as para a cozinha ou para decoração de outros ambientes. As ceramistas fazem peças mais comerciais

Continuar a tradição que elas aprenderam com suas mães, que aprenderam com suas avós e assim consecutivamente, não é simples. Envolve inúmeros processos, todos eles feitos pelas mãos de dez ceramistas, senhoras que por amor ou prazer, não desistem da cultura cuiabana.

José Medeiros

Pescadores est�o presentes no cen�rio da comunidade, imagin�rio popular e tamb�m na arte das ceramistas

Pescadores estão presentes no cenário da comunidade, imaginário popular e também na arte das ceramistas. Elas mostram a cultura através da cerâmica

Dona Juraci revela em entrevista que começou a moldar o barro aos nove anos de idade e aos 10 já fazia peças para vender com a mãe e tias.

José Medeiros

Presidente da Associação de Ceramistas, Alice conta que atividade a deixa muito feliz

Presidente da Associação, Alice conta que atividade a deixa extremamente feliz

Nascida e criada na comunidade, ela tem seis irmãos, e quatro de suas irmãs também se dedicam a essa modalidade. 

 Todos os dias ela faz as tarefas domésticas pela manhã, assim consegue ter a maior parte das tardes livre, para o seu maior prazer, que é passar horas em contato com o barro.

“Sento às 13h, se eu puder ficar a partir deste horário até as 17h, eu fico. Neste tempo dá para fazer muita coisa. Nenhum filho meu se interessou em fazer para dar continuidade. Vou trabalhar com isso até quando eu aguentar. Até quando eu aguentar vou mexer com o barro”, conta.

Juraci, por sua vez, revela que quando tinha mais tempo, fazia de tudo um pouco, como fruteira grande, travessa para peixe, bule com bandejas, xícaras, jarrinho para decoração e doceira.

Hoje, no entanto, trabalha com peças mais comerciais. Alice, sua amiga de infância, diz que toma muito cuidado para não errar nas pecinhas.

“Trabalho na loja cinco vezes por semana e me sinto feliz. Tenho amor naquilo que faço e amor naquela loja, foi um espaço que a gente custou adquirir. Desde então, estou firme trabalhando nela”, conta.

Quando algumas das ceramistas ficam desanimadas, Alice trata de revigorá-las. Ela é a presidente da Associação dos Artesãos da comunidade São Gonçalo Beira Rio, e das dez ceramistas que atuam na comunidade, oito delas fazem parte dela. “Enquanto eu estiver viva vou trabalhar”, reforça a motivadora Alice.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • RAQUEL FIALHO SANTANA | Sexta-Feira, 09 de Agosto de 2019, 10h28
    1
    0

    QUE LINDO TRABALHO...PARABÉNS!!

Matéria(s) relacionada(s):

De fora da disputa em Rondonópolis

percival muniz 400   O pecuarista Percival Muniz (foto), hoje "mergulhado" nas duas fazendas na região do Xingu, adianta que não será candidato a prefeito de Rondonópolis, posto já ocupado por ele por três vezes. Mesmo com recall junto à população de bom gestor e popular, ele é...

Conselheira e o faturamento familiar

jaqueline jacobsen curtinha 400   Está repercutindo muito mal para a conselheira substituta do TCE-MT Jaqueline Jacobsen (foto) a notícia publicada pelo site O Livre, nesta sexta, de que a sua irmã, advogada Camila Jacobsen, em sociedade com Eveline Guerra, filha da conselheira, são sócias da "Jacobsen &...

Selma vê maior conforto no Podemos

selma curtinha 400   No grupo de WhatsApp "PSL Mulher MT", Selma Arruda (foto) escreveu um texto de despedida do partido. Disse estar chateada "com tudo isso", mas que não perdeu a fé e que o Governo Bolsonaro vai dar certo. Afirma sair do PSL com "coração partido" e que continua com os mesmos ideais no Podemos, onde...

Podemos esperando Selma se salvar

alvarodias_curtinhas   Na busca para ampliar a bancada do Podemos no Senado, o senador Alvaro Dias, derrotado à presidência no ano passado, só correu atrás de Selma, no sentido de convencê-la a se filiar no partido, depois que foi informado que ela tem chances reais de derrubar no TSE a cassação por...

Fávaro e esperança em assumir vaga

carlosfavaro_curtinha   O representante do escritório de MT em Brasília Carlos Fávaro (PSD) está convicto de que a senadora Selma não só será cassada de vez pelo TSE nos próximos meses, como a decisão da Corte lhe permitirá assumir a vaga enquanto não for eleito um novo...

Maturidade e nova visão sobre o TCE

janaina_riva_curtinha   No segundo mandato e sentindo-se mais madura politicamente, apesar de ainda bem jovem – completou 30 anos em 21 de janeiro – a deputada Janaína Riva revela que pensa diferente sobre a indicação de políticos ao cargo de conselheiro do TCE. Ao autorizar os colegas a derrubar a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.