Arte e Cultura

Sábado, 28 de Setembro de 2019, 08h:20 | Atualizado: 29/09/2019, 07h:57

Bichos silvestres nascem de pedaços de madeira em mãos de artesão autodidata

Rodinei Crescêncio

Rogério Giacomelli que aos de 52 anos resolveu morar em um lugar que lhe oferece paz e, aos poucos, se descobriu artesão

Rogério começou a transformar madeira em animais

Um sítio próximo ao rio Cuiabá, lugar sossegado e onde há muita natureza, é a fonte de inspiração para um artesão que há 10 anos resolveu virar “bicho-grilo”. Trata-se de Carlos Rogério Giacomelli que aos 52 anos resolveu morar em um lugar que te dê paz de espírito. Aos poucos, de tanto observar cipó retorcido, descobriu que é um artista de mão cheia.

Há três anos ele molda da madeira bruta, sapo, serpente, coruja e o que mais lhe vier na cabeça. Depois de um haras, plantando e colhendo da tua horta e pescando às vezes, é que ele faz amizade com tudo que é bicho que aparece, seja um grupo de macacos da espécie mico emiliae, um esquilo serelepe, seus cachorros, e algumas das suas galinhas – pelo menos as que sobraram no terreiro. O anfitrião conta que, há poucos meses, uma sucuri comeu a maior parte delas.

Em um aquário pequeno e todo decorado com suas molduras, aparece uma aranha caranguejeira. Questionado, Rogério logo conta o porquê – é que ela estava morrendo de fome e sede, então ele resolveu a socorrer. “Montei esse aquário, dei comida e peixe para a bichinha. Quando entrou aqui estava entre a vida e a morte”, lembra.

Autodidata, ele conta que já lapidou uma sucuri de mais de três metros, mas ama mesmo é fazer as corujas de chifre. Elas são expressivas, caçadoras e significativas. “As pessoas me pedem de tudo um pouco e, por isso, faço as encomendas conforme os pedidos. É um processo demorado. Passo, às vezes, até duas horas ao dia lapidando um sapo. Corto a madeira, lixo, desenho e finalizo. Para ficar pronto, leva oito horas”, explica o processo.

Rodinei Crescêncio

Evolu��o dos sapos, da madeira ao realismo

Evolução dos sapos, da madeira ao realismo. Artesão cata madeira bruta do meio do mato e investe em vários processos para deixa-las ainda mais perfeitas

Agumas de suas obras fazem parte do acervo do Sesc Arsenal, e ele garante que não gosta de fazer tudo aquilo que já é massivamente feito – gosta mesmo de evidenciar a natureza desconhecida. Cata a madeira da beira do rio, aquelas mais velhas, ocas, mais maleáveis de se trabalhar. 

Galeria: Madeira seca retorna vida

Uma a uma e pouco a pouco viram retrato de uma tela que já existe, a da natureza, após modelada e pronta para tomar outro lar.

Sempre artista

Desde os dez anos Carlos Rogério desenha, pinta e há pouco tempo se dedica a escultura. No entanto, ele revela que gosta mesmo de arriscar novos caminhos, por isso, o próximo passo é mexer com a argila e tem estudado métodos para que isso se torne realidade.

Rodinei Crescêncio

Conversa com artista revelou suas sensibilidades para a reportagem

Conversa com artista revelou suas sensibilidades. Rdnews fez uma imersão no sítio e ateliê de Rogério, que revela alguns detalhes do processo de criação

Nascido no interior de São Paulo, ele sempre gostou das coisas simples e acredita que o bem mais precioso da humanidade é a forma como se pode entrar em contato com o meio ambiente. Por isso, nem se imagina longe de seu recanto, que é simples, mas tudo que ele sonhou para ter um dia. “Sou feliz fazendo o que faço e nem me imagino voltando morar na cidade, é aqui que me encontrei. É aqui que eu vou ficar”, finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Uma leitora | Sábado, 28 de Setembro de 2019, 09h32
    2
    0

    Que história inspiradora, parabéns! Eu também desejo muito me libertar desta rotina louca de trabalho, com tanta confusão e estresse e poder ir a um lugar tranquilo que me possibilite aprender sobre tantas coisas novas, inclusive de espiritualidade, trabalhar com artesanato e realizar obras sociais.

Matéria(s) relacionada(s):

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

Contra regular as redes a magistrados

thiago amam 400 curtinha   O presidente da Associação Mato-Grossense de Magistrados, juiz Tiago Abreu (foto), vê com preocupação a proposta de resolução do CNJ que estabelece parâmetros quanto à utilização das redes sociais por magistrados. Enfatiza que a Amam...

Sem prefeitos, Sema cancela evento

mauren 400   Sob Mauren Lazzaretti (foto), a secretaria estadual de Meio Ambiente tinha programado um ato nesta quarta, às 16h, em sua sede, para entrega do chamado Kit Descentralização a 30 prefeitos. O governador Mauro participaria do evento. Mas os gestores não apareceram. Cinco mandaram representantes. Ao ser...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.