Arte e Cultura

Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 08h:26 | Atualizado: 06/09/2019, 08h:41

Academia de Letras

Nova imortal da AML, Neila critica a falta de investimentos em publicações - fotos

Rodinei Crescêncio

Feliz com seus trabalhos e por ter sido eleita nova imortal da Academia de Letras de Mato Grosso

Neila Barreto feliz com seus trabalhos e por ter sido eleita nova imortal da Academia de Letras de MT. Neila fala um pouco sobre a sua trajetória e desafios

Narrar uma história exige sensibilidade. E cada pessoa conta de um jeito, com um enredo, e gera uma expectativa. Quando se trata de livros, isso não é diferente. Foi por isso que Neila Barreto aceitou o convite para biografar Sarita Baracat, ainda em dúvida se conseguiria suprir as expectativas dos admiradores e familiares da personalidade. Revela que aceitou por crer que sua sensibilidade, acima de tudo, demasiadamente humana – a aproximaria ainda mais da escrita que desenvolveria.

Neila, a mais recente imortal, não consegue desassociar o reconhecimento desta vaga a tudo que fez – e conta, como parte do processo que a fez receber a cadeira em 31 agosto deste ano, a história de seus personagens e sua contribuição para a academia. 

O incentivo também é necessário para captar recursos, pois a publicação é um trabalho muito caro e difícil de se fazer

Neila Barreto

Os imortais, que ocupam a vaga na Academia Mato-Grossense de Letras (AML), são votados pela totalidade de suas obras. No caso, uma das que a marcou e não mais e nem menos importantes que todas as outras, a biografia de Sarita Baracat. “É uma mulher sendo sensível as causas da outra”, pensa.

Jornalista, escritora e historiadora. É assim que ela se descreve quando lhe é lançado um desafio de se autobiografar em um único parágrafo ou quatro linhas. “Sou uma mulher. Uma mulher que carrega todas as reações, assim como todas as mulheres normais, mas que entende que todas as mulheres são capazes e competentes do que quiserem”, completa.

Narrativas com sensibilidade

No livro de Sarita, ela conta que não começou pelos pontos fortes da personagem, nem pelo que todo mundo sabe, ela começou antes de começar – pela sua essência simples, pelos pais de Sarita.

Galeria: Historiadora, pesquisadora e imortal

Em entrevista, ao falar de essência, a escritora imortal logo se lembra dos relatos que ouviu antes de uma de suas personagens virar livro. “Eu ia à casa dela quase todos os dias fazer uma visita. Sarita já estava cega nesse momento, então eu fui lá para ganhar sua confiança e estabelecer a afetividade. Acho que muito de tudo que foi escrito se deve a minha boa relação com idosos”, lembra. 

Rodinei Crescêncio

Biografia de Sarita foi uma das obras que mais marcou sua trajet�ria

Biografia de Sarita foi uma das obras que mais marcou sua trajetória e teve grato reconhecimento por documentação

Neila recebeu 27 votos dos acadêmicos. O juiz do trabalho e seu concorrente André Molina, obteve um voto.

Há quem diga que ela venceu também pela convergência dos escritores que se encontram num movimento para fortalecer a presença dos literatos entre os imortais.

Em certo trecho, ela se lembra de descrever a personagem que lhe contou que, enquanto professora, após acordar às 3h da manhã, Sarita caminhava quilômetros.

Quando chegava à beira do rio tirava os chinelos e limpava o pé do barro. Só aí calçava as meias e os sapatos.

Quando chegava à escola, impecável, subia nas cadeiras e discursava sem saber que aquilo já era política.

Por mais que fale de outra, ainda assim, fala muito de si. Neila em seu processo incessante de apuração e escuta, uma escritora a fim de retratar com detalhes e resquícios de sentimentalidades, suas narrativas. É assim que ela justifica seus diferenciais.

Dificuldade de publicação e incentivos para literatos

Para Neila, assim como para a maior parte dos pesquisadores, ainda é difícil publicar em Cuiabá. Segundo ela, os pesquisadores e escritores de qualquer área sofrem muito com a falta de incentivo. E, após um longo caminho, enfim, conseguem uma publicação. 

Rodinei Crescêncio

Neila fala sobre seus processos criativos e ser nova imortal

Neila fala sobre seus processos criativos e ser nova imortal, está feliz por novo título em MT

Além disso, outra dificuldade para os pesquisadores é a de encontrar materiais documentais para fundamentarem suas obras. Isso porque, boa parte dos materiais não são de domínio público, mas fazem parte de arquivos de empresas privadas – que não têm estrutura para receber interessados e estudiosos dos temas. “Por isso, também, as pessoas têm dificuldade de conhecer a história de Mato Grosso. Precisamos de uma atenção maior para essa massa documental. O incentivo também é necessário para captar recursos, pois a publicação é um trabalho muito caro e difícil de se fazer”, acredita.

Para Neila, há muita pesquisa feita em Mato Grosso e muitas obras prontas, mas que não chegam a ser publicadas pela falta de dinheiro.

Além de biografia, ela realizou inúmeros trabalhos com diferentes níveis de apurações históricas. “Entre eles, o de pesquisar famílias de migrantes e imigrantes em Cuiabá, eles ajudaram a construir nossa história. Acredito que a minha produção acadêmica como um todo tenha me dado oportunidade para essa vaga na academia mato-grossense de letras, todas minhas obras são importantes”, finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Motorista | Domingo, 08 de Setembro de 2019, 14h44
    1
    0

    Incentivo...?? quando fui comprar um carro, tbm não tive incentivo.!

  • Moreira | Sábado, 07 de Setembro de 2019, 06h35
    1
    0

    Faça eventos beneficentes, busque alternativas. Ficar sentada na cadeia a espera de dinheiro público e reclamar é bem mais fácil. Este é um problema do brasileiro.

  • Neila Barreto | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 09h04
    6
    3

    Obrigada Equipe RD News pelo presente. gratidão

Matéria(s) relacionada(s):

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.