Arte e Cultura

Domingo, 14 de Abril de 2019, 07h:28 | Atualizado: 15/04/2019, 13h:19

Poeta de rua roda país há 9 anos e oferece seus versos em troca de qualquer valia

Crédito: Aryádine Silva

Viajando pelo pa�s ele impressiona pessoas com seus versos

Glauber Lauria viaja pelo país e leva a sua poesia. Ele aborda qualquer um e impressiona as pessoas ao oferecer seus versos impressos em forma de livreto 

Há quem acredite que a poesia está em todos os lugares. Aliás, não só a poesia, mas o teatro, as artes plásticas e a dança. Qualquer tipo de arte com expressão livre e autônoma.

Foi assim que um poeta atravessou o caminho de quem vos escreve, despretensiosamente, ao oferecer seus escritos e indagando. Gosta de poesia, moça? Em uma praça movimentada, pessoas apressadas em pleno meio dia, e um assento na sombra de uma árvore para ler a poesia. Era uma oferta curiosa e eu queria saber o que viria.

Glauber Lauria aborda qualquer um, oferece seus versos impressos em forma de livreto. Algumas pessoas, com tanta pressa, acham que é um folheto, mas logo ele completa: “sou eu quem escrevo, pode pagar qualquer valor, quanto achar que elas merecem”, sorri.

As reações

Jovens estudantes param para a leitura, se interessam pela ideia, mas dizem que não querem gastar o dinheiro do lanche. Homens alinhados em seus ternos pouco reparam, sinalizam que não com a cabeça. Não para a poesia ou não para um folheto qualquer, de quem, provavelmente quer vender alguma coisa. 

Reprodução facebook

Glauber viaja pelo Brasil e vende poesia h� 9 anos

Glauber viaja pelo Brasil e vende poesia há 9 anos.  Revela que a literatura o salvou

Glauber vende suas poesias viajando pelo Brasil há nove anos. Passou por outras cidades do Brasil, e revela que a literatura o salvou muitas vezes. “Escrevo sobre todos os temas, às vezes escrevo sobre poesia e já presumem que é sobre amor. Dizem que não são românticos, mas a poesia fala sobre tudo, morte, desejos carnais, vida”, defende.

Uma moça se aproxima, aceita pegar o impresso e se interessa pelo tema. Desembolsa uma nota de R$ 2 e diz que continuará a leitura do transporte publico, que ama poesia, e seu último trabalho escolar foi sobre a arte barroca.

O poeta

O poeta continua em sua rotina, ousando a literatura, entre sorrisos, passos apressados e a persistência de ganhar um trocado, mesmo que sejam moedas ou notas mais altas do que avaliam suas escritas.

No livreto da vez, o título “Espera”. Espera da reportagem em observar reações, espera de Glauber de cativar outrem com sua escrita, espera das centenas de pessoas que se sentam no banco da praça rumo a suas rotinas, mas que não sabem o que lhe esperam na próxima hora do dia, mesmo que planejem, quem sabe um pouco de poesia.

Ilustração

poesia

Espera

(Glauber Lauria)

  • Enquanto a espera aguarda
  • e os sentimentos jazem separados,
  • a ansiedade vai devorando em falso
  • cada partícula descuidada.
  • São tormentos instantâneos,
  • violências inesperadas,
  • estapafúrdios sonhos,
  • promessas quebradas,
  • enquanto a espera aguarda
  • e os sentimentos jazem separados

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Katia Rezende | Domingo, 21 de Abril de 2019, 19h15
    0
    0

    Parabéns Glauber NÃO desista NUNCA!

  • Rômulo Ferreira | Quarta-Feira, 17 de Abril de 2019, 22h01
    0
    0

    Poeta!

  • Hieda | Quarta-Feira, 17 de Abril de 2019, 10h49
    0
    0

    Oi poeta, bela poesia. Te admiro e te gosto muito. Saudades!

  • Prof. Fred | Domingo, 14 de Abril de 2019, 10h13
    4
    0

    Bom saber que vc continua firme no propósito de escrever. Admiro muito vc!!! Deus te abençoe sempre...

Matéria(s) relacionada(s):

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

Retorno e convidados de Rondonópolis

adilton sachetti curtinha   Apesar de ter se casado com Lidiane Campos longe de Rondonópolis, onde foi prefeito e pretende concorrer de novo ao mesmo posto, Adilton Sachetti fez questão de prestigiar dezenas de rondonopolitanos entre os 250 que receberam convite especial à festa matrimonial, realizada sábado, na pousada...

Prefeitos e dinheiro público com shows

marquinhos do dede curtinha   Algumas prefeitos estão aproveitando datas comemorativas, como o aniversário de seus municípios, para promover farra artística com dinheiro público. Em Paranatinga, por exemplo, o prefeito Marquinhos do Dedé (foto) autorizou gastar R$ 115 mil em dois shows dentro da...

Possível duelo entre Pátio e Sachetti

Em 2008, Adilton Sachetti (foto) era prefeito de Rondonópolis e, com a máquina a seu favor, tentou a reeleição e, mesmo assim, foi derrotado por Zé do Pátio. No próximo ano, 12 anos depois, os dois devem se enfrentar de novo nas urnas. Agora em posições inversas. Pátio, com o controle da máquina, buscará novo mandato. E Sachetti, pela oposição, pretende reconquistar a prefeitura para resgatar...

Situação de emergência na MT-100

As péssimas condições de trafegabilidade da MT-100, agravadas por ingerências e irresponsabilidade de empreiteiras que fizeram obras pela metade, levaram o governo estadual a decretar situação de emergência no trecho entre Torixoréu e Pontal do Araguaia e sob interferência da Defesa Civil. Com isso, está sendo possível executar obras paliativas sem licitação, uma forma de amenizar o transtorno,...

Após governador, prefeito vai à Bolívia

francis maris curtinha   Duas semanas depois do governador Mauro e dois secretários terem ido à Bolívia tratar da comercialização do gás e do fornecimento de ureia para MT, o prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) e sua vice Eliene Liberato vão fazer igual. Ambos ficarão 10 dias em...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.