Esporte e Lazer

Segunda-Feira, 02 de Julho de 2018, 09h:08 | Atualizado: 02/07/2018, 16h:39

De coração dividido, jornalista que morou no México grita olé para as 2 seleções

Quando o assunto é futebol, o coração da jornalista Isa Sousa, 34 anos, fica dividido. É que ela já fez intercâmbio no México, na adolescência, para aprender espanhol, e atualmente mora em Cuiabá. Tem paixão pelos dois países, que lutam para superar dificuldades com garra.

Galeria: Isa no México

No México, além de aprender espanhol, fez muitas amizades. “Ainda mantenho contato com quem estudei. Hoje mesmo falei com um amigo por WhatsApp para brincar sobre o jogo desta segunda. O mexicano é muito receptivo, engraçado e muito caloroso com quem vem de fora. Nunca tive problemas por lá em relação a me adaptar a um novo país”, comenta. Na temporada, contou ainda com amigos brasileiros. "Intercambistas como eu”, ressalta.

Isa ainda se lembra da experiência. Tinha 17 anos e esta era a primeira vez que saía de casa, partindo do interior de Mato Grosso, em Barra do Garças (a 521 Km de Cuiabá) para um mundo novo e estrangeiro. As lembranças não saem da memória.

Para Isa, ambos os países têm pessoas que, apesar dos pesares, não deixam a peteca cair, uma realidade comum na América Latina. “São regidos por muita corrupção na política infelizmente. Também acho que a religiões cristãs estão muito presentes. Tem uma cidade no México, Cholula, que é famosa por supostamente ter 365 igrejas, uma para cada dia do ano”, relata.

A jovem morou em uma cidade chamada Cuernavaca, que é a capital do Estado de Morelos e ao lado da Cidade do México, capital do México. “Naquele Estado tem lance muito forte ainda com o Día de Los Muertos e essa data é muito especial pra eles e, claro, se tornou para mim também”, detalha. Desta mística, surgem as caveiras mexicanas como a Catrina.

Isa acha interessante o povo ter uma relação diferenciada com a morte. Para os mexicanos, é mais uma etapa e pode ser feliz e colorida. "É incrível". Entre os passeios que fez, descreve que teve oportunidade de conhecer toda a rota Maia, que vai até a Guatemala e o Estado de Chiapas, que tem o movimento zapatista e isso é ainda presente para eles. 

Torço pelo Brasil, mas é claro que se o México ganhar eu não vou ficar triste

A experiência é como um divisor de águas e, com relação ao México, elogia que é um lugar incrível, com uma história cultural maravilhosa e passado difícil mas ainda hoje, como o Brasil, enfrenta desigualdades sociais. “O México tem questões sensíveis por estar ao lado da fronteira norte-americana e para muitos mexicanos ir para os Estados Unidos é sinônimo de buscar uma vida melhor. Todavia, são muito nacionalistas. Em cada casa tem uma bandeira mexicana na porta e isso bem antes da Copa”, recorda.

Algo que a impressiona além do nacionalismo é o fato de fazerem questão de mostrar pirâmides e a herança asteca e maia.

Na Copa de 2002 que acompanhou do México, Isa torceu muito. “Tenho gritos de guerra da torcida mexicana até hoje na minha cabeça. Apesar de anos terem se passado, é como se o país fosse sim minha segunda casa. Eu torço pelo Brasil, mas é claro que se o México ganhar eu não vou ficar triste”, confessa.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.