Gastronomia

Sexta-Feira, 31 de Maio de 2019, 07h:24 | Atualizado: 02/06/2019, 07h:25

Gastronomia

Produtora cultural cria lanche vegano para substituir paixão por baguncinha - confira

Luci Mary

 Hambúrguer com grão de bico e lentilha, que deu origem ao baguncinha vegano

Lóris diz que hambúrguer é feito de grão de bico e com lentilha

Desde a infância, a produtora cultural cuiabana Lóris Canhetti, 30 anos, era apaixonada pelo tradicional “baguncinha”. O lanche tipicamente cuiabano era uma das comidas preferidas dela. Há quatro anos, porém, Lóris parou de comer o sanduíche, pois se tornou vegetariana. A partir de então, decidiu criar algo semelhante que não levasse carne ou produtos de origem animal.

Após diversas experimentações de receitas, criou um hambúrguer com grão de bico e lentilha, que deu origem a uma espécie de “baguncinha vegano”. O lanche criado pela produtora cultural inclui queijo de castanhas, salada e uma maionese de abacate – todos itens feitos por Lóris.

“Os lanches têm trazido muitos resultados positivos, porque muitas pessoas estão pedindo. Temos números limitados de pedido, por enquanto, para garantir a qualidade do produto e que todos os ingredientes cheguem frescos. Mas estamos trabalhando para aumentar a produção em breve”, diz.

Lóris nasceu em Cuiabá e trabalhou como produtora cultural em diversos estados brasileiros. Formada em Rádio e TV pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), ela sempre atuou na área do audiovisual. Logo após sair do último emprego e ter uma filha, retornou à capital mato-grossense.

Quando voltou à capital mato-grossense, já havia se tornado vegetariana, em busca de uma vida que considera mais saudável. Ela diz ter encontrado dificuldades ao perceber que não poderia mais comer o tradicional “baguncinha”. “Eu senti necessidade em fazer algo para substituir o lanche”, relata. Ela aliou o amor à gastronomia com o início da nova fase da vida e passou a fazer testes para criar um lanche vegano.

“Fiz experiências com grãos, temperos e castanhas. Testei muitas receitas. Mostrei os resultados para pessoas próximas, que foram gostando e me incentivando. Diziam que eu precisava mostrar aquilo para outras pessoas”, narra.

Tive uma surpresa muito grande, porque vendeu muito rápido. Em duas horas, já havia acabado

Lóris Canetti

O incentivo fez com que Lóris participasse de uma feira vegana em Cuiabá, para comercializar os lanches. “Tive uma surpresa muito grande, porque vendeu muito rápido. Em duas horas, já havia acabado”, diz.

O lanche, apesar de ter sido motivado pela paixão da produtora cultural por “baguncinha”, pouco – ou nada – lembra o tradicional sanduíche da região. Isso porque os ingredientes naturais dão sabor característico ao alimento, além de não ser utilizado nenhum tipo de gordura na preparação dos itens no lanche vegano. Os pães, brancos ou integrais, também são específicos, pois são feitos sem ingredientes de origem animal.

Logo após o sucesso na primeira feira, Lóris passou a comercializar os lanches. Ela ressalta que uma das particularidades dos sanduíches, além do queijo vegetal, é a “maionese alien” – feita com abacate e sem óleo. “Esses lanches são oportunidades para que as pessoas possam conhecer novos sabores”, diz.

Para a cuiabana, a alimentação natural, sem produtos de origem animal ou industrializados, é uma forma de absorver bons nutrientes. Ela faz referência à nutrição energética, segmento que acredita que uma alimentação sem itens industrializados é fundamental para que a pessoa consiga ter uma vida melhor.

“É importante se preocupar com cada alimento que entra em nossos corpos, como absorvemos isso e como isso entra em nosso espírito e na nossa energia”, diz.

Galeria: Lanche vegano faz sucesso

Pacha Burger

Lóris se aventurou de vez no ramo gastronômico e criou o Pacha Burger, serviço no qual oferece os lanches naturais e saladas, ambos a R$ 25. Ela também comercializa hambúrgueres de grão de bico e lentilha congelados, de dois tipos:  de 100 gramas, considerado o comum, sem acréscimo de ingredientes, e o de 150, com mix de castanhas e sementes. As caixas com três unidades de 100 gramas ou duas de 150 custam R$ 20.

Luiz Marchetti

Lanche tem ainda queijo de castanhas, salada e uma maionese de abacate

Lanche tem queijo de castanhas, salada e uma maionese de abacate

Os lanches e saladas são comercializados, atualmente, somente por delivery, de quarta a domingo, das 19h às 21h. Os alimentos também costumam ser vendidos em feiras veganas da capital.

Para Lóris, trabalhar com gastronomia foi uma grata surpresa. “Sempre gostei de cozinhar, mas nunca vi como um negócio. Esta é a primeira vez em que pensei que poderia trabalhar com isso”, diz.

Ela conta que uma situação que vivenciou na produção de um filme, anos atrás, a fez acreditar em seus dotes culinários. “Houve um imprevisto na gravação, a pessoa que deveria cozinhar se acidentou. Então, de última hora, eu mesma fiz a comida. Me esforcei muito e ficou ótimo. Todos gostaram. A partir dali, me senti motivada a trabalhar com cozinha”.

“Juntando esse momento com minhas mudanças alimentares, vi que há um filão de pessoas que querem se alimentar melhor, com coisas saudáveis e menos industrializadas. Na história da alimentação, a gente nunca comeu tão mal, por conta da grande quantidade de industrializados e alimentos com açúcar. Isso tem causado aumento de doenças”, completa.

Apesar da nova área, Lóris conta que não planeja deixar a cena cultural. “Sempre serei produtora. A produção está em tudo o que você faz. Está em uma feira, em uma encomenda de pão, na organização dos ingredientes, entre outros momentos”.

“A produção está no meu dia a dia. Considero que continuo como produtora cultural porque faço tudo na empresa, desde organização de eventos a produção de material gráfico. A produção é o dia a dia”, declara.

Para os próximos meses, ela planeja aumentar o cardápio do Pacha Burger e dar cursos sobre alimentação saudável e hambúrgueres veganos. “Não queremos trabalhar só com alimentos, queremos também ajudar as pessoas a terem hábitos alimentares saudáveis. Quero que as pessoas possam aprender que não é porque a gente cresceu comendo alimentos industrializados que não podemos mudar isso”, afirma.

Mais informações sobre o Pacha Burger pelo Instagram @pachaburgeroficial, pela página oficial da empresa no Facebook ou pelo número (65) 99289-3211.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

Contra regular as redes a magistrados

thiago amam 400 curtinha   O presidente da Associação Mato-Grossense de Magistrados, juiz Tiago Abreu (foto), vê com preocupação a proposta de resolução do CNJ que estabelece parâmetros quanto à utilização das redes sociais por magistrados. Enfatiza que a Amam...

Sem prefeitos, Sema cancela evento

mauren 400   Sob Mauren Lazzaretti (foto), a secretaria estadual de Meio Ambiente tinha programado um ato nesta quarta, às 16h, em sua sede, para entrega do chamado Kit Descentralização a 30 prefeitos. O governador Mauro participaria do evento. Mas os gestores não apareceram. Cinco mandaram representantes. Ao ser...

"Fogo amigo" no TCE e petição no STJ

E segue a guerra nos bastidores entre conselheiros substitutos e os titulares afastados. Os reservas que há dois anos compõem o Pleno torcem para Albano, Joaquim, Sérgio, Teis e Novelli não retornar à ativa tão cedo. E, segundo informações, dois deles têm agido de forma açodada no STJ, a quem cabe decidir pelo retorno ou não, em julgamento de um recurso na pauta para o próximo dia 18. Tentam tumultuar o processo,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.