Variedades

Sexta-Feira, 20 de Março de 2020, 08h:40 | Atualizado: 20/03/2020, 09h:58

Após trançar 15 anos em praça, mulher abre negócio afro e supera desafios - veja

Selo mandou whats virou not�cia

Clique na imagem e mande sua mensagem para equipe de reportagem do Rdnews

Foi para tentar evitar que a filha passasse pelos mesmos preconceitos que ela viveu durante a infância, que Viviane Souza, 45 anos, aprendeu a trançar cabelos cacheados. Ela conta sua mãe, que também era negra, atravessava a cidade para que passassem pente em seu cabelo e reduzisse o volume, numa tentativa de evitar o racismo. Isso não funcionou, foram diversas as frases que fizeram que Viviane temesse por sua filha. 

Rodinei Crescêncio

Viviane trabalhou mais de um século na praça e há um ano abril seu negócio

Viviane trabalhou em praça e agora tem seu negócio

Na escola, quando a menina era mais jovem, a diretora pediu para que Viviane cortasse o cabelo da filha, que era meio trançado e meio “black power”, mas ela se recusou. Pouco tempo depois, a menina venceu um concurso de miss. Foi então que a mesma escola quis pedir uma foto para mãe para produzir um banner.

A memória da cabeleireira não era curta. “Disse que não colocaria banner nenhum, pois aquele era o mesmo cabelo que ela queria que eu cortasse. Mãe sente diferente quando falam dos filhos”, recorda.

A família reside em Cuiabá há 30 anos e, apesar de Viviane ser paulista, confessa que se sente acolhida pela Capital. Trabalhou durante 15 anos na Praça da República, em um tempo em que as tranças eram até consideradas exóticas demais e não havia tantos acessórios no Brasil para que as pessoas colocassem em seus cabelos.

Com a popularização dos fios trançados, os cabelos orgânicos também ganharam impulso para alongar as madeixas. Turbantes e adereços passaram a ser solicitados e trabalhar na praça não era mais tão viável. “Montei meu espaço para oferecer mais estrutura aos clientes. Agora, além das mais variadas tranças, também vendo esses adereços, cabelos orgânicos, roupas e acessórios africanos e indianos”, conta.

A empreendedora relata que é um momento feliz de sua vida, pois sente que passou por muita coisa até chegar aqui. “Trabalhar melhorando a estima de pessoas negras ou quem for, é gratificante. Quando elas chegam em outro salão, as pessoas só oferecem alisamento, como se não houvesse outra alternativa para seus cabelos. Aqui não, nós temos muitas saídas e elas saem se sentindo pessoas lindas”.

Galeria: Espaço Afro colore calçadão

Os procedimentos são a partir de R$ 40 e vão até R$ 450. O local, que recebeu o nome de Espaço Afro, funciona de segunda a sábado das 8h até as 18h.  

___________________________

 Serviço

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Elis Prates | Sexta-Feira, 20 de Março de 2020, 10h04
    6
    1

    Vivian eu conheço a muito tempo! Trabalhadora incansável em prol da valorização da cultura afro. Excelente profissional!

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.