Variedades

Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 08h:30 | Atualizado: 23/10/2015, 09h:52

Empreendedorismo

Com furrundu, Cerveja Benedita divulga cultura cuiabana pelo Brasil

Geraldo Tavares

Rodrigo_anselmo

Jornalistas e amigos, Rodrigo Vargas e Anselmo Pinto, começaram a produzir a cerveja em 2012

Movidos pela paixão por cervejas, os jornalistas Rodrigo Vargas e Anselmo Pinto criaram a primeira “tipicamente cuiabana”, a “Benedita”. Em sua fórmula, além de lúpulo e malte, está o furrundu, doce cuiabano feito com mamão, rapadura e gengibre.

Em entrevista ao Rdnews, os amigos contaram sobre o processo de produção, criação e o segredinho do sabor único da cerveja. Tudo começou em 2012, quando a cerveja era feita de forma caseira,  na casa do Rodrigo. Lá, após adquirirem uma "mini-fábrica", conseguiam produzir apenas 20 litros. A paixão só foi aumentando e, com a aprovação de amigos, surgiu a cobrança da "profissionalização" da produção da Benedita.

No entanto, no início, a cerveja que é do tipo American Stout, ou seja, mais forte e encorpada, gerou certa desconfiança de outros, que duvidaram do sucesso do produto. “Muita gente falava que uma Stout não venderia aqui. E chegamos a fazer um plano B. Caso não desse certo, faríamos uma festa open bar e distribuiríamos o produto para encerrar o estoque e o projeto”, lembra Rodrigo.

Não foi preciso, a cerveja, cujo lançamento oficial ocorreu no início deste ano, já está no terceiro lote e deve encerrar o ano de 2015 com nove mil unidades produzidas. “Na primeira leva vendemos três mil garrafas em dois meses e meio. Estamos satisfeitos com o resultado. É bem mais do que esperávamos”, afirma Anselmo.

Na época, os sócios chegaram a ter até um problema relacionado ao estoque que esgotou antes do previsto. “O processo de produção dura cerca de um mês e meio. É um pouco demorado e chegamos a ficar sem cerveja no mercado. Mas isso não vai acontecer agora. A terceira leva já está maturando”, comemoram.

A produção é feita em uma cervejaria de Ribeirão Preto (SP), pois em Cuiabá não havia o modelo de produção cigana, no qual os criadores detêm a receita, a história da cerveja e terceirizam a produção numa fábrica já estabelecida. “Isso é bom porque a fábrica às vezes está com equipamento ocioso e não está produzindo e foi esse modelo que viabilizou a Benedita”, diz Rodrigo.

Galeria: Cerveja Benedita "carrega" sabor cuiabano

E quem dá o toque final na produção da Benedita, é dona Eugênia Lírio, que prepara 60 kg de furrundu para cada tiragem da Benedita. O doce é o ingrediente que vem despertando a curiosidade dos apreciadores de cerveja, afinal, a mistura é considerada inusitada.

Quando questionados sobre o faturamento, os sócios alegam que o retorno é pequeno porque a produção ainda é pequena. “Para você ganhar dinheiro com cerveja, só em larga escala. A cerveja é a nossa segunda atividade”, explica Anselmo. Para Rodrigo, o maior ganho até o momento é a valorização do produto, que permitirá uma ampliação da marca num futuro próximo e, posteriormente, a consolidação. “Hoje se formos em qualquer lugar você vai achar alguém que já ouviu falar da Benedita. Esse é o maior retorno, considerando que não gastamos um real com propaganda”, lembra Rodrigo.

Hoje é possível encontrar a Benedita nos quatro cantos do Estado, cidades como Campo Verde, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta. Na Capital, ela pode ser adquirida na rede de supermercado Big Lar, em conveniências e casas especializadas. Uma garrada custa em torno de R$ 20. Há também Kits para presentes nos quais a cerveja vai embalada numa réplica da tradicional Viola de Cocho. “É uma escala pequena ainda, mas já estamos em contato com artesãos, aos poucos vamos fomentando a economia local”, ressalta Rodrigo.

Para Anselmo, a Benedita veio para valorizar a cultura cuiabana e isso será mantido na criação de kits para presentes, na identidade visual da marca e nos novos produtos. É isso mesmo, vem novidade por ai. É provável que, em 2016, a Benedita ganhe um novo rótulo, desse vez, uma German Pilsner. “Temos esse projeto em estudo, mas devido ao cenário econômico atual vamos aguardar. Preferimos esperar para ver como ficará o mercado da cerveja”, observa Rodrigo. “Mas a nossa intenção é trazer essa novidade para os cuiabanos”, ressalta Anselmo.

Nome

A intenção era que fosse a cara de Cuiabá. Então, inicialmente, pensaram em Benedito, em alusão ao padroeiro da cidade São Benedito. Mas a ideia foi amadurecendo e o nome passou a ser feminino. “Queríamos chamar ela de nossa menina”, conta Anselmo.

Rótulo

Divulgação

Cerveja Benedita

Cerveja Benedita é embalada na Viola de Cocho e difunde cultura cuiabana

O processo de criação foi baseado na vontade dos sócios de dar uma identidade tipicamente cuiabana a Benedita. “Queríamos que, além do nome, o nosso produto tivesse um rosto".

"Deu tão certo que hoje as pessoas a chamam de minha Ditinha, minha Nega”, declara Anselmo.

Quem transformou o desejo da dupla em realidade foi o designer Diego Carvalho, de Petropólis (RJ), que capitou cada detalhe sugerido. “É um rótulo muito bem elaborado, é rico em detalhes, da Igreja, do Centro Histórico. O designer entendeu bem o espírito da cidade”, diz Rodrigo.

Prêmio

Mesmo com tão pouco tempo de vida, a Benedita Furrundu Stout já foi premiada. Ficou em terceiro lugar no Festival Brasileiro de Cerveja realizado em março na cidade de Blumenau (SC). “Foi o primeiro prêmio e ficamos felizes. Espero ser o primeiro de muitos”, diz Anselmo.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • LUIZ MÁRCIO - GÊNIO | Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 19h28
    0
    0

    PARABÉNS ANSELMO E RODRIGO. VI ESSE PROJETO NASCER E CRESCER. E SINTO MUITO ORGULHO DE TERMOS PESSOAS COMO VOCÊS EM CUIABÁ. DANDO O EXEMPLO DE EMPREENDEDORISMO E AMOR À NOSSA CASA. E A BENEDITA SIMBOLIZA BEM A MORENINHA CUIABANA, QUE DELÍCIA DE FURUNDU.

  • Jeves Bejame Salvino | Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 12h58
    2
    0

    Já comprei uma vez. Gostei, mas não a encontrei mais.

  • Cuiabano do Cristo Rei | Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 11h57
    2
    0

    Big Lar.

  • Ariosvaldez Rodrigues de Lima | Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 09h36
    3
    0

    Informações sobre compra, por favor!

  • wellington | Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2015, 08h51
    3
    1

    Bom dia!! aonde podemos comprar????????????

Matéria(s) relacionada(s):

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

Rosana reassume Sinop na quinta

gilson de oliveira 400 curtinha sinop   Pela segunda vez, o apresentador de TV Gilson de Oliveira (foto), do MDB, comanda temporariamente Sinop, a chamada capital do Nortão. A prefeita e empresária Rosana Martinelli saiu de licença não remunerada por 12 dias para cuidar de assuntos pessoais. Viajou aos Estados Unidos....

Vereador induzindo as pessoas ao erro

diego guimaraes curtinha 400   O vereador oposicionista pela Capital Diego Guimarães (foto), do PP, está induzindo a erro às pessoas. Mesmo o prefeito Emanuel já tenho anunciado que vetará a proposta da Câmara Municipal de aumentar o seu próprio salário, uma forma de criar o efeito cascata e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.