Variedades

Domingo, 20 de Outubro de 2019, 06h:30 | Atualizado: 21/10/2019, 09h:33

Marca cuiabana de roupas investe em sustentabilidade e cativa mais adeptos

“É como não sentir calor em Cuiabá” e “Não vale um pequi ruído”, o trecho da música do Skank e o ditado popular são algumas das frases que fazem sucesso quando estampadas em camisetas de uma marca cuiabana que tem feito sucesso desde seu lançamento em 2003, a Onng. 

Reprodução instagram

Fam�lia Onng e as s�cias, m�e e filha, Cec�lia e Julia posam depois de maratona

Família Onng, o filho Paulo, a mãe Cecília, sua neta Maju e a Julia Mello, que respondeu entrevista do portal Rdnews

Com uma pegada ecológica, as roupas são confortáveis e o ambiente das lojas leva uma decoração mais rústica, com toques que deixam nítida a preocupação com o meio ambiente.

Camisetas temáticas e também com looks mais fashionistas, sem deixar de serem “fresquinhas" - uma das preocupações dos cuiabanos na hora de escolher a roupa no armário - a marca também busca valorizar as costureiras locais.

“A malha é composta por algodão orgânico, bambu e pet”, conta Julia Mello – que é sócia junto a sua mãe Maria Cecília e seu irmão Paulo Mello.

Nas redes sociais, a avaliação é positiva, e, além disso, clientes saem da Capital mato-grossense e levam na mala as peças, tiram fotos em diversos cantos do mundo e posam com as roupas. “Todas as nossas roupas são feitas por dez costureiras locais e nossos acessórios são confeccionados por indígenas e outros artesãos mato-grossenses”, revela. 

Reprodução facebook

Camisetas s�o reutilizadas e transformadas em novos produtos

Camisetas são reutilizadas e totalmente transformadas 

Um dos focos da marca, segundo as proprietárias, é que a  produção de produtos com qualidade, conforto e conceito ecológico. Das roupas, além das camisetas e roupas femininas que variam de calças, blusas, vestidos e peças que permitem sobreposições, vendem também compotas de doces cuiabanos, acessórios feitos de forma artesanal e de sementes, bolsas recicladas das próprias camisetas recortadas que foram descartadas pelos clientes e mais.

“Os produtos são ecologicamente corretos porque os novos fios também são recicláveis e renováveis. Com isso, eles podem ser incorporados em novos processos dessa cadeia têxtil, como é o caso de algumas bolsinhas que são feitas de camisetas recortadas e caixinhas de leite pela costureira Dona Fia”, explica Mello.

O processo feito pela costureira é o ”upcycling” ou a famosa reutilização criativa, que pega um produto sem utilidade e o torna outro, novo e pronto para ser usado.

Algumas camisetas e camisas de treino e trilhas também são muito procuradas pelos clientes atletas. Isso porque elas oferecem, segundo Júlia, proteção contra UV e tem “transpirabilidade”, que é um mecanismo que passa a sensação de frescor constante durante a atividade física. 

Galeria: Onng dá show de consciência

Reprodução facebook

Vida saud�vel e sustentabilidade s�o maneira de vida apoiada pela Onng

Marca Onng apoia a vida saudável 

Isso se dá por ter dentro do tecido uma propriedade conhecida como bacteriostática e termodinâmica. “Em dias quentes, a sensação de frescor e em dias frios, o contrário. Também são bem leves e com tecido macio”, garante, ao tocar em uma das peças. 

Todas as nossas roupas são feitas por dez costureiras locais, é nossos acessórios são por indígenas e outros artesãos mato-grossenses

Julia Mello

Julia salienta que trabalhar com fibras naturais é mais do que um conceito sustentável, pois isso está intrínseco à marca – mas reafirma que os tecidos realmente tem qualidade e com a duração maior, é possível não apenas consumir menos, mas fazer valer o investimento de incontáveis maneiras diferentes.

“Nossos clientes têm esta consciência. Nós não só ensinamos, mas também aprendemos. É um estilo de vida que precisa ser pensado pelas pessoas. Se amamos nossa terra, nossa cultura e natureza, precisamos não apenas estampá-la, mas cuidar dela”, finaliza.

Além de Cuiabá, no Shopping Pantanal, há uma loja Onng em Chapada dos Guimarães. Mais informações podem ser conferidas pela fan page e instagram. 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Lizabeth LABAIG BOLZAN. | Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 14h09
    0
    0

    Amo essa família. Pena que eu não tirei fotos, mas também levei para a França, camisetas e aventais, comprados da "ONNG"! Meus primos amaram!

  • CibeleLemes | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 22h12
    1
    0

    Muito legal!!!!Essa é a nossa gente que valoriza o que temos de melhor!!!A nossa cultura!!Parabéns pela reportagem!!!!👏👏👏👏👏👏

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

Sob recall e apoiamento de Bolsonaro

roberto franca 400 curtinha   Mesmo isolado e sem grupo político da época em que foi prefeito por duas vezes, Roberto França (foto), filiado ao nanico Patriota, não desiste da pré-candidatura em Cuiabá. E há um motivo forte que o deixa empolgado. Seu nome vem se consolidando como o segundo nas...

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.