Sexta-Feira, 28 de Junho de 2019, 15h25
Adolino Bedin
Com promessa de recapeamento da pista, Azul decide voltar a ter voos em Sorriso

Vinícius Bruno

Reprodução

aeroporto de sorriso

Aeroporto de Sorriso, que deve voltar a receber voos da Azul, após recapeamento da pista

Depois de pouco mais de um mês após suspender os vôos com destino e origem no aeroporto de Sorriso, Adolino Bedin (a 396 km de Cuiabá), a Azul Linhas Aéreas voltará o operar voos na cidade a partir de 4 de agosto. A solução encontrada pela empresa foi utilizar aeronaves modelo ATR 72 600, que são menores que os jatos que eram usados antes. Em nota, a empresa explicou que a retomada das vendas para voos na cidade se deu em função do recapeamento asfáltico prometido pela prefeitura.

Os voos tinham sido interrompidos em razão de problemas com a segurança da pista, e a empresa estabeleceu que só retomará os voos de fato, assim que a prefeitura realizar o recapeamento. “A Azul reforça o compromisso de atender seus clientes com excelência, por meio de um serviço de qualidade, eficiência, presteza e, principalmente, segurança – que é seu primeiro valor. A empresa reforça que não tem o interesse em cancelar definitivamente seus voos na cidade, mas espera a finalização dos ajustes necessários para retomar a completa operação em Sorriso”, pontua.

O anúncio foi feito na manhã desta sexta (28), durante coletiva de imprensa concedida pelo prefeito Ari Lafin (PSDB) e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Drusina. “Paralelo a isso vamos continuar com nosso trabalho em Brasília na busca pela liberação de recursos para as adequações necessárias que possibilitem o retorno às operações do jato. Também vamos fechar um contrato com a Infraero para que ela nos aponte quais são as adequações necessárias nesse momento”, salienta.

Para reformar a pista e adequá-la aos padrões exigidos pela companhia área para operacionalizar com aeronaves maiores, a prefeitura precisará de R$ 15 milhões. O valor deve ser passado pelo Governo Federal, por meio da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac).

“Poder anunciar o retorno dos voos comerciais é motivo de comemoração para todos nós. Sabemos o quanto a logística do município e da região está atrelada à resposta rápida em todos os setores, seja comercial ou de lazer, por isso nos empenhamos na busca pelo retorno das operações do nosso Aeroporto Regional”, comemora Lafin.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Drusina, explica que devido a adequação, a Azul não realizará mais seis voos semanais e passará a quatro, com capacidade para 70 passageiros. Antes cada vôo comportava 130 passageiros. “Contudo, acreditamos que isso também será ajustado com o início das operações” (Com Assessoria).


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/