Sábado, 13 de Julho de 2019, 12h40
¡Aúpa!
Primeiro restaurante só de comida ibérica serve frutos do mar e preparos rurais veja

Mirella Duarte

Rodinei Crescencio

Gambitas Al Ajill é feito de camarões refogados ao alho e azeite

Gambitas Al Ajill é feito de camarões refogados ao alho e azeite. Dentre as preparações de Zé, que não se tratam apenas de frutos do mar, estão também o medalhão de filé bovino servido com tiras de pimentões vermelhos e amarelos salteados no azeite, acompanhado de tortilla espanhola e o lombo pastoril

Inaugurado há um mês, o restaurante espanhol ¡Aúpa! já tem conquistado apreciadores da cultura ibérica pela cidade. Isso porque o chef José Claudio Duarte, 38 anos, também conhecido como Zé Duarte, é um apaixonado por referências espanholas e tem reproduzido um pouco do que aprendeu enquanto morava no exterior.

Depois de se formar em gastronomia no Brasil, foi para a Espanha e se especializou na gastronomia típica de diversas regiões do país em uma escola muito conhecida da Europa, a Escola Superior de Hotelaria de Sevilha. Zé explica que, assim como no Brasil, existem diversas comidas típicas e que cada região tem sua peculiaridade. “Trago aqui não apenas os frutos do mar, mas outras composições e temperos, como as comidas mais rurais servidas nas cidades do interior. Algumas levam, por exemplo, pão triturado e são chamadas de migalhas de pão refogadas ou migas pastorilles. Tem também os refogados de legumes ou outros pratos que são encorpados em muito azeite”, comenta meio às suas ponderações. 

Rodinei Crescencio

Chef Z� Duarte se especializou na Espanha e � apaixonado pela cultura

Chef Zé Duarte se especializou na Espanha e é apaixonado pela cultura. Ele diz que sua cozinha vai além dos clichês

Apesar de querer abrir o negócio há alguns anos, passou oito deles ministrando aulas no curso de gastronomia em uma das universidades da Capital.

Dentre as preparações de Zé, que não se tratam apenas de frutos do mar, estão também o medalhão de filé bovino, servido com tiras de pimentões vermelhos e amarelos salteados no azeite, acompanhado de tortilla espanhola e o lombo pastoril, servido com molho de vinho tinto e as migas pastorilles, que ele mencionou.

Na casa ainda há a presença de um metre com algumas cartas de vinho para acompanhar nos pratos servidos no ambiente.

Os drinks também são típicos e inspirados na cultura espanhola. E, entre os que Zé mostra à equipe, está o popular tinto de verão, que é a base de vinho tinto, limão, sprite, laranja espanhola e gelo por R$ 17. “É uma bebida feita pelos jovens por lá, eles bebem quando está calor”, comenta. Ele também indica algumas caipirinhas, cervejas e os vinhos de nacionalidade espanhola.

Negócio na cidade natal

O chef acredita que há muita semelhança entre a cultura dos matogrossenses e a dos espanhóis, devido a colonização e, por isso, não há tanto estranhamento quando os cuiabanos saboreiam os pratos. “Muita gente pede para me chamar da cozinha e conversar sobre a cultura espanhola e pratos. Gente que já viajou para lá e gosta do que come aqui porque conheceu a gastronomia de perto e gosta das nossas reproduções”, conta. 

Trago aqui não apenas os frutos do mar, mas outras composições e temperos, como as comidas mais rurais servidas nas cidades do interior

Zé Duarte

Duarte comenta que também fez trabalhos em restaurantes de rede hoteleira, como a Rede de hotéis paradores de España, um hotel intermediado pelo setor de ministério do Turismo do governo, e eles se instalam em prédios históricos tombados.

O chef comenta que um grande atrativo para os cuiabanos tem sido as tapas, que são como os petiscos. O público chega normalmente às quartas, senta para assistir um jogo, pede uma cerveja, vinho ou drink e as porções menores, todas com preços mais em conta.

Ao todo, Duarte comenta que são seis tipos de tapas, com preços que variam entre R$ 25 e R$ 29. Entre os pratos mais pedidos da casa, está a paella, que é feita com frutos do mar.

Na versão marinera, o prato é servido por R$ 62 a porção individual e R$ 124 duas pessoas. Existe também a paella clássica valenciana, e o chef descreve como suíno, camarões, calamares, mexilhões e ervilhas frescas. Nessa versão, R$ 55 o prato individual e R$ 110 para duas pessoas.

Galeria: Aupa apresenta cozinha ibérica

______________________

Serviço

  • ¡Aúpa! – Cocina Ibérica
  • Endereço - Rua Cândido Mariano, esquina com a Castelo Branco; Bairro Quilombo (antigo Ray’s)
  • Horários - Almoço – segunda a sexta, das 11h30 às 14h30
  • Jantar e Bar de Tapas – Sextas e sábados, das 19h às 23h

Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/