Sábado, 24 de Janeiro de 2009, 10h20
CLÁUDIA
Vilmar vê armação, acredita no TRE e faz planos


  O prefeito eleito e com registro cassado de Cláudia (a 608 km da Capital), Vilmar Gianchini, o Vilmar da Matão (PMDB), disse que confia no TRE e que vai ser inocentado. O peemedebista agradeceu a manifestação de apoio que recebeu da população que, na terça (20), foi às ruas em sua solidariedade e em protesto à decisão do juiz Manoel Pereira Guerra, da Comarca de Sinop, que cassou o registro do peemedebista - saiba mais aqui. "A população quer que sua vontade seja respeitada. Eles não querem nova eleição", afirma Vilmar da Matão.

  O peemedebista, seu vice-prefeito eleito Gilmar Sokolovisk e o vereador Ebenezel Santos tiveram registros cassados sob acusação de compra de votos. Vilmar afirma que o processo aponta que terceiros teriam comprado votos em seu nome e do vereador cassado. Para justificar a cassação, o magistrado chegou a ponto de se basear em pesquisas de intenção de voto como um dos argumentos para tirar o direito do prefeito de assumir o cargo. Na amostragem, o nome do seu adversário Altamir Kurten (DEM) aparecia na liderança - confira mais aqui.

   "As denúncias não têm sustentação. É a minha palavra contra a de Kurten. Não há CDs, gravações, nada. Não sei porque me cassaram", diz. O magistrado entendeu que houve captação ilícita de sufrágio (compra de votos). O juiz cassou os três e ainda aplicou multa de R$ 10 mil para cada.

   Caso Vilmar não reverta a situação, novas eleições serão convocadas já que o peemedebista alcançou a 50,40% dos votos válidos, enquanto Altamir obteve 47,7%, uma diferença de 47 votos. O TRE ainda não marcou a data do julgamento do recurso de Vilmar da Matão. Por enquanto, a administração está sob o vereador eleito presidente da Câmara Municipal, Roberto Dalmozia (PR).

 O peemedebista disse que pretende asfaltar ruas, melhorar a estrutura de denagem, ampliar o número de postos de saúde e recuperar estradas."Já tinha assegurado verbas para todas essas obras", comenta o prefeito cassado. (Patrícia Sanches)

Clique na imagem para ampliar o mapa
Cláudia, no Nortão, é um dos três municípios de MT onde a Justiça Eleitoral deve programar a volta dos eleitores às urnas


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/