Segunda-Feira, 14 de Setembro de 2009, 11h22
EMBATE
Silval diz que críticas de Santos ao governo foram infelizes


   O vice-governador Silval Barbosa (PMDB), pré-candidato ao Governo, classificou como infelizes as declarações do presidente estadual do PSDB e prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), em Barra do Garças, que teceu duras críticas ao governo Blairo Maggi (PR). Santos, que também é cogitado ao Palácio Paiaguás, disse que Maggi governa para poucos e declarou que o Vale do Araguaia não é esquecido, mas sim abandonado – saiba mais aqui. “Ele não sabe o que diz. Os números revelam outro cenário. O governo agiu em todos os cantos desse Estado. São declarações infelizes e infundadas”, rechaçou Silval.

   O vice-governador desmentiu também as acusações do tucano de que os programas lançados pelo PSDB durante do governo de Dante de Oliveira foram interrompidos pelos republicanos. Segundo ele, a única coisa que Dante deixou para o governo foram as dívidas do Programa Itália, financiamentos para a construção de dezenas de pontes como a Sérgio Motta (que liga Cuiabá a Várzea Grande) feitas na gestão do então governador de Mato Grosso. “O único grande programa de Dante foi o da construção das pontes. Ele fez as obras e deixou todas as dívidas para o nosso governo pagar”, reclama Silval, que fez questão de frisar que até hoje existem parcelas das dívidas feitas por Dante. “Foram US$ 40 milhões (cerca de R$ 72 milhões) e ainda estamos pagando as últimas parcelas”, reclama.

  O vice-governador fez questão de lembrar números positivos da gestão Maggi. Disse que até o final do mandato terão sido construídas 70 mil casas, pavimentados 4 mil km de estradas, todas as escolas terão sido reformadas e construídas outras 125, além de 250 novos leitos de UTI. “Como é que se pode dizer que não estamos atuando. Os resultados podem ser vistos em todos os cantos”, reforça.

  Apesar de Santos ser pré-candidato ao Palácio Paiaguás e, portanto, adversário direto de Silval, que também tenta viabilizar o seu nome à sucessão de Maggi, o vice-governador prefere não correlacionar as declarações ao início de embates das eleições. “Não sei se é o pontapé inicial das disputas eletivas. Tudo o que sei é que foram declarações infelizes”. (Patrícia Sanches) 


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/