Quarta-Feira, 04 de Novembro de 2009, 16h14
RONDONÓPOLIS
Se não houver diálogo, diretório deve intervir, alerta Brito


  O deputado Antônio Brito (PMDB), que se efetivou na Assembleia após a eleição de Zé do Pátio, do mesmo partido, na Prefeitura de Rondonópolis, acredita que o diálogo seja a melhor solução para resolver o impasse no município, provocado após a presidente do Sanear, Terezinha Silva, ter realizado eleição para o diretório, tendo sido reeleita mesmo com o nome vetado pela Executiva estadual. “Acho que é necessário haver mais diálogo para que o assunto seja resolvido”. Apesar do discurso ponderado, Brito reforça a tese de que se não houver acordo, a intervenção estadual será a melhor saída. “Em última instância, se o diálogo não funcionar, acredito que o diretório estadual deva intervir”.

  O peemedebista lembra também que Pátio deve ceder um pouco mais e que a resolução da problemática passa diretamente por ele. “O prefeito tem que abrir mais espaço para o diálogo”. Terezinha, supostamente sob orientação de Pátio, promoveu eleição do diretório no último sábado e foi proclamada reeleita. Agora, deve brigar na Justiça para garantir a legitimidade do pleito já que, para a direção regional, a eleição não teve validade.

  Sobre o clima de racha provocado devido a Pátio se negar a apoiar a pré-candidatura de Silval Barbosa ao Palácio Paiaguás e declarar adesão ao nome do tucano Wilson Santos, Brito é categórico em sugerir que o prefeito rondonopolitano reflita melhor sobre o posicionamento, pois, afinal, está confrontando o PMDB. "Mesmo que seja uma definição pessoal dele (Pátio), não pode ser conduzido assim”, avalia.

     Antonio Brito considera que a decisão de Pátio prejudica a imagem junto aos eleitores de Rondonópolis que são, segundo ele, muito ligados ao presidente Lula e ao governador Blairo Maggi. Ainda assim, o deputado defende o prefeito. “É uma atitude isolada, mas ele não quer provocar racha na sigla, nem tenta convencer ninguém a se rebelar”, afirmou Brito, em entrevista ao RDNews, no intervalo da sessão ordinária da Assembleia desta quarta. Brito adianta que deve buscar a reeleição. Afirma ser evangélico, de cujo segmento espera apoio e lembra que em 2006, mesmo não tendo sido eleito, obteve votos em 108 dos 141 municípios. (Patrícia Sanches)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/