Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2009, 08h21
EDUCAÇÃO
Professores da Capital ameaçam iniciar 2010 em greve


   Após a crise no setor da saúde em Cuiabá, agora é a vez dos profissionais da educação reivindicarem melhorias. A categoria, que já ameaça entrar em greve a partir do ano que vem, reclama da "insuficiência de repasses financeiros às escolas e creches da Capital e do fato da secretaria municipal de Educação, sob Carlos Carlão Nascimento, não apresentar qualquer planejamento para o pagamento de retroativos aos servidores do setor".

   A categoria já articula manifestações para pressionar os vereadores cuiabanos a incluírem emendas ao orçamento que permitam tanto a ampliação dos repasses às escolas como o pagamento dos retroativos aos servidores. Para isso, prometem ocupar a Câmara de Cuiabá em 7 de dezembro, durante a realização de uma audiência pública que debaterá a Lei Orçamentária Anual 2010.

   Segundo o vice-presidente do Sintep-Cuiabá, Alexandre Cândido, a secretaria de Educação promete, há quase dois anos, implantar a elevação de nível e classe dos servidores nas folhas de pagamento. Ele alega ainda que, quando a implantação é realizada, a secretaria “esquece” de pagar os retroativos. “Buscamos o diálogo com o secretário, que se comprometeu a inserir a dotação para o pagamento dos retroativos na LOA 2010, mas vemos que, mais uma vez, a Prefeitura de Cuiabá não cumpriu os seus compromissos”, afirma Alexandre. “Se não forem ampliados os recursos dos repasses, muitas escolas e creches da Capital não têm condições de iniciar o ano letivo em 2010”. (Flávia Borges) 


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/