Quarta-Feira, 10 de Março de 2010, 07h49
PALÁCIO PAIAGUÁS
Éder, Kamil e Palma já confirmados; Silval vai manter poucos secretários
Éder, Kamil e Palma são confirmados no secretariado de Silval


 Fernando Ordakowski

Éder de Moraes vai comandar a Casa Civil, Kamil Fares assume Saúde e, Rodrigues Palma, o Desenvolvimento Rural

   A 21 dias de tomar posse como governador, Silval Barbosa avança na definição do seu secretariado. Entre remanejamentos, saídas e entradas, surgem um governo com muitas mudanças. Embora de novatos na vida pública, por enquanto, esteja apenas o médico Kamil Fares, ex-presidente da Unimed-Cuiabá que passa a conduzir a pasta da Saúde, o peemedebista e pré-candidato à sucessão estadual pretende mudar ao menos 17 dos 22 secretários.

    Na busca de amplo arco de alianças, Silval quer uma administração mais política, mas sem perder o foco em algumas áreas técnicas, principalmente nas mais complexas, como Fazenda, que cuida do caixa do governo, Meio Ambiente, Saúde, Educação e Procuradoria-Geral do Estado. O peemedebista confirmou o remanejamento de Éder de Moraes da Fazenda para a Casa Civil. Assim, o secretário que sonha em virar trator do Palácio Paiaguás, a exemplo do que foi Luiz Pagot na gestão Blairo Maggi, tem a missão de contrapor os ataques da oposição, que ganham força por causa do período de campanha eleitoral, e de atuar como bombeiro para apagar incêndios na relação com os Poderes, principalmente com o Legislativo.

    Silval ficou de definir oficialmente nesta quarta o nome de Kamil para a Saúde. O médico, por sua vez, já se pronuncia como secretário. Disse que precisava do aval da esposa e dos demais membros da família para dizer "sim" e já conseguiu esse respaldo. Em busca de aliados, o peemedebista, que enfrenta uma pré-campanha polarizada com o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), lançou uma jogada estratégica ao atrair Kamil para o Paiaguás. Kamil é ex-filiado da legenda tucana e muito próximo de Wilson, que chegou a consultá-lo para ser candidato a vice-prefeito no pleito de 2008.

   O ex-prefeito de Cuiabá e ex-deputado Rodrigues Palma está confirmado também na secretaria de Desenvolvimento Rural. Ao menos 12 pastas já têm novos nomes definidos, mas Silval mantém sigilo sob alguns deles. O executivo Pedro Nadaf, por exemplo, deve permanecer na Indústria, Comércio, Minas e Energia. Já na Educação, o PT emplacou Rosa Neide, assim como o procurador Jenz Prochnow Júnior no Meio Ambiente. Diógenes Curado (Justiça e Segurança Pública), Vilceu Marchetti (Infraestrutura), Arnaldo Alves de Souza (Planejamento), Vicente Falcão (Acompanhamento às Políticas Ambientais e Fundiárias), e Flávia Nogueira (Políticas Educacionais) continuam no primeiro escalão.

    Entre os que já limpam as gavetas para deixar o staff em 1º de abril estão os secretários Paulo Pitaluga (Cultura), Chico Daltro (Ciência e Tecnologia), Baiano Filho (Esporte e Lazer), Luis Daldegan (Meio Ambiente), Augustinho Moro (Saúde), Geraldo de Vitto (Administração), Terezinha Maggi (Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social), Neldo Egon (Desenvolvimento Rural), Eumar Novacki (Casa Civil) e Alexander Maia (Casa Militar.)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/