Quinta-Feira, 26 de Julho de 2007, 09h02
EXECUTIVO
Sob Prado, MPE consegue R$ 3,9 mi e quer mais


Paulo Prado, procurador-geral de Justiça de MT, obtém R$ 3,9 mi de crédito especial

   O procurador-geral de Justiça do Estado, Paulo Prado, virou espécie de unanimidade no Ministério Público, tanto que foi reconduzido à PGJ com chapa única, e agora vem aproveitando da boa relação institucional com o governador Blairo Maggi para ampliar orçamento e estrutura do órgão que comanda. Em sua última investida, Prado arrancou do Poder Executivo R$ 3,9 milhões de crédito especial. Ele quer mais. De R$ 33 milhões, buscará ampliar o orçamento do MPE para R$ 51 milhões. Provavelmente o Executivo deve atendê-lo.

    Por enquanto, com os R$ 3,9 milhões prontamente atendido, Prado quer construir prédios para 19 comarcas e também aplicá-los na ampliação e reforma de outras 12. Hoje apenas 20 comarcas estão instaladas em sede própria, enquanto 26 utilizam salas em fóruns, cedidas para que haja atendimento à população. Para atendê-lo, o governo estabeleceu que R$ 2,4 milhões ficarão por conta do excesso de arrecadação da Fonte 100 (Tesouro Estadual) e R$ 1,5 milhão à conta da incorporação de recursos de convênios da Fonte 261 (outras esferas do governo e entidades não governamentais). 

   Segundo a Procuradoria, 26 das 80 comarcas do Estado exercem jurisdição em salas de fóruns e não há previsão para a construção de espaços próprios. Nos últimos cinco anos, foram criadas cinco novas comarcas. O MPE argumenta que agora é hora de "implementar em cima do que já foi feito".


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/