Sexta-Feira, 07 de Setembro de 2007, 08h56
INVESTIGAÇÃO
Promotor ouve homem-bomba de Barra do Bugres


    O promotor Antonio Moreira, da Comarca de Barra do Bugres (a 170 km ao Médio-Norte de Cuiabá), abriu investigação contra o ex-presidente da Câmara Municipal, vereador Orlando Cardoso Chaves, o Orlandinho (sem partido). O parlamentar vai prestar esclarecimentos sobre denúncia de improbidade administrativa e uma série de outras irregularidades, inclusive por ter denunciado cinco colegas vereadores. Assim que teve o mandato cassado pela Câmara, Orlandinho resolveu distribuir gravações, na qual aparece em negociações espúrias com outros vereadores. Ele se auto condena, já que admite esquemas de propina e de utilização de notas frias.

     Orlandinho, que conseguiu reassumir o cargo após embate jurídico, será chamado para fornecer detalhes, esclarecer de quem são as vozes e até mesmo para ajudar a entender trechos da gravação, assim que o conteúdo do áudio for transcrito. O promotor de Justiça chamou a atenção para um fato no mínimo estranho. Orlandinho espalhou pânico entre os vereadores por causa das gravações "bombásticas", inclusive com divulgação do conteúdo numa rádio local e aqui no RDNews - clique aqui e aqui e confira -, mas até o momento não as formalizou junto ao Ministério Público.

    "O que tenho até agora são conversas de disse-me-disse. O Orlandinho não procurou a Promotoria. As gravações chegaram a mim, através do jornalista Adão de Góes", destaca o promotor. Os vereadores insistem na tese de que a conversa é uma montagem. Para apurar as acusações, já está em andamento o um processo de investigação preliminar, instaurado para colher dados e documentos que comprovem o caso. Até que Orlandinho seja chamado a depor, fica no ar a pergunta: Por que ele não oficializou a denúncia? (Simone Alves - RDNews)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/