Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2007, 16h05
CONVENÇÃO DO PR
Vereadores Lutero e Fabrício ameaçam deixar PP


  O vereador por Cuiabá, Lutero Ponce (PP), se mostrou insatisfeito com a direção de seu partido. Segundo ele, a filiação de Walter Rabello (ex-PMDB) foi recebida de braços abertos sem que ele, que é presidente da Câmara Municipal da Capital, e o vereador Marcus Fabrício, presidente do diretório municipal do PP, fossem consultados. “Não tenho nada contra o Walter, mas nós não fomos chamados para participar das reuniões”, reclamou Lutero, durante a sessão extraordinária desta quinta (13). Tanto ele quanto Fabrício ameaçam deixar o PP.

    Rabello "costurou" seu ingresso no PP junto à direção regional e chega à legenda com respaldo dos caciques José Riva e Pedro Henry. Lutero chegou a dizer que sua permanência na legenda dependerá da conversa com os líderes partidários. Fabrício avalia o processo na mesma direção. Diz que vai ouvir os dirigentes do partido e depois definir qual será o seu futuro político. Eles se dizem preocupados com inchaço na sigla.

     “Estou contente com a vinda do Walter, mas precisamos saber quem vem junto com ele para o PP. Não queremos ficar numa chapa que não nos beneficiará politicamente”, disse Fabrício, preocupado em ser atropelado no projeto à reeleição. O encontro dos progressistas deve ocorrer nesta sexta. Marcus Fabrício vai entregar o comando do diretório municipal para Walter Rabello na próxima segunda. “Vou fazer isso para que ele (Rabello) possa trabalhar melhor em seu projeto político”, frisou Fabrício.

     Três siglas partidárias já fizeram o convite a Lutero e a Fabrício: PSDB, PPS e DEM. Por enquanto, tentam contornar a crise interna por causa do "efeito Rabello" antes de deixar o PP. (Simone Alves - RDNews)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/