Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2007, 21h11
SENADO
Assim, DEM não quer o bem de MT, apela Jaime


     O senador mato-grossense Jaime Campos (DEM), relator do processo de indicação do nome de Luiz Antonio Pagot para exercer o cargo de diretor-geral do Dnit, fez um apelo dramático no plenário do Senado para que a bancada de seu partido não obstruísse a votação. O pedido, em vão, foi direcionado ao seu colega parlamentar, José Agripino Maia (DEM-RN), líder dos democratas.

      "Espero que num gesto de amizade, de carinho, de solidariedade conosco de Mato Grosso, sobretudo com o senador Jonas Pinheiro (DEM) e comigo, faça com que o nosso partido deixe de obstruir e libere a nossa bancada", pediu Jaime, apreensivo. Agripino havia liberado apenas Jonas e Jaime para a votação e isso deixou um clima de insatisfação entre o líder democrata e os dois senadores mato-grossenses.

     Na tentativa de convencer Agripino, Jaime chegou a dizer que o DEM está sendo conhecido pela opinião pública mato-grossense como o partido que não quer o bem do Estado e do país. Jaime também reforçou a tese de que Pagot não cometeu nenhum crime e que já respondeu a todos os questionamentos inerentes ao processo de indicação. "São quase seis meses, que esta matéria foi encaminhada ao Senado Federal e até agora, lamentavelmente, nada de forma concreta e todos os questionamentos foram respondidos. Não houve nenhum cambalacho", disse o ex-governador do Estado.

    José Agripino respondeu a manifestação de Jaime solicitando o encerramento da decisão e também sugeriu uma reunião com a participação da bancada governista para esta quinta (20) para discutirem a mudança de pauta. Agripino quer a votação de dois projetos de lei, inclusive de um que garante o fim de votação secreta para, daí, votar a indicação de Pagot com a bancada liberada para agir como bem desejar.

    O nome de Pagot volta à pauta nesta quinta. O afilhado político do governador Blairo Maggi está acumulando para si o desgaste enfrentado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, que resiste à idéia de renunciar à condição de dirigente do Congresso Nacional. (Simone Alves - RDNews)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/