Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2010, 07h50
Preocupação
Sob Taisir, Unemat gasta R$ 605 mil com diárias e R$ 1 mi com telefonia


Taisir Karim    A Universidade do Estado (Unemat), com sede em Cáceres e sob a reitoria de Taisir Karim, pré-candidato do PP a deputado estadual, gastou R$ 605 mil com o pagamento de diárias para professores e técnicos da instituição no decorrer do exercício de 2008. Apesar da gestão tumultuada e marcada por reclamações de ingerência, falhas e denúncias de irregularidades, o balancete foi aprovado pelo Tribunal de Contas. A relatoria ficou com o conselheiro Valdir Teis, ex-secretário estadual de Fazenda. Auditores que fazem o trabalho in loco apontam no relatório técnico falhas na comprovação dos gastos. Destacaram, por exemplo, que "os processos de diárias não possuem protocolo ou numeração de folhas e que estão acondicionados sem ordem cronológica, demonstrando deficiência no controle da legalidade”.

   Em meio à falta de planejamento, as despesas com diárias têm crescido ao longo dos anos na Unemat, que possui 11 campi. Em 2006, foram liberados R$ 505 mil. No ano seguinte, os gastos com diárias chegaram a R$ 536 mil, um incremento de 6%. No ano seguinte, os gastos subiram mais 12,9%.

   Há casos em que as diárias só foram pagas após o término da viagem, “prejudicando o servidor no desempenho de suas funções”. Em pelo menos quatro processos, constam relatos de uso de carro próprio dos professores para o cumprimento das jornadas, prática vedada pelo TCE. Nas viagens realizadas com veículos da instituição, não foram discriminadas as placas e, em dois casos, falta assinatura do servidor que recebeu a diária no relatório de viagem.

   Alertado pelos auditores no primeiro semestre para sanar as irregularidades, Taisir justificou que houve reformulação da assessoria de Controle Interno, mas que seriam tomadas todas as medidas necessárias para sanar os problemas. Contudo, as irregularidades persistiram, apontam os auditores do TCE.

    Telefonia

    A gestão Taisir autorizou ainda em 2008 mais de R$ 1 milhão para quitar faturas com telefonia, um crescimento de 10% em relação a 2007, quando foram "torrados" R$ 969 mil. As despesas com celular tiveram incremento de 56%, passando de R$ 54 mil para mais de R$ 84 mil. O TCE alertou que “houve ausência de controle na realização de tais despesas”. Nas faturas da Embratel e Brasil Telecom foi verificado pagamento em atraso e, por consequência, de multas. Há “ligações interurbanas e ligações fora do expediente, inclusive nos finais de semana”, aponta a auditoria.

    Em 2009, o orçamento da Unemat foi de R$ 110 milhões. Para este ano, estão previstos R$ 117 milhões. A gestão Taisir prossegue até 2011. A instituição está com a imagem manchada por não ter conseguido realizado, em novembro do ano passado, o maior concurso público do país com 271 mil inscritos para 10.086 vagas, por causa de fraudes e da falta de planejamento, o que levou o governo Blairo Maggi a adiá-lo para este ano. A Unemat possui 11 campi universitários, em pontos distintos do Estado, sendo eles Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Juara, Luciara, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra. Ao todo são 13 núcleos pedagógicos, tocados por 664 professores e 512 funcionários técnico-administrativos, além de 196 contratados.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/