Quarta-Feira, 31 de Outubro de 2007, 22h15
INVESTIGAÇÃO
Depoentes confirmam falta de estrutura da Sema


   “O governo precisa estruturar a pasta ambiental ou Mato Grosso ficará desmoralizado”. Esse é o entendimento da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga irregularidades na pasta do Meio Ambiente (Sema), após a oitiva de cinco servidores da secretaria. Eles reforçaram a tese da falta estrutura física, de pessoal e de gestão. A superintendente de Biodiversidade, Eliane Fachin, explicou ponto-a-ponto as suas políticas de trabalho e enumerou necessidades.

    Segundo ela, os 16 gerentes de unidades de conservação, subordinados a sua gestão, não possuem caminhonetes para percorrer os locais pelos quais são responsáveis. Também afirmou que é necessário contratar mais quatro gerentes. Neste caso, é preciso ter à disposição 20 caminhonetes. Em um tom de cobrança, citou os principais gargalos enfrentados por ela e os 38 servidores subordinados a sua gerência. Para que o trabalho seja completo e que atinja a todas as regiões do Estado, são precisos, destacou a depoente, mais 30 servidores, além de 30 computadores, 10 máquinas fotográficas, 10 barcos, 25 GPS, data-show, mais cinco caminhonetes e até a criação de uma coordenadoria de Ecossistemas, além da ampliação do número de guarda-parques.

     Além da falta de estrutura e de pessoal, a superintendente revelou que falta planejamento integrado e vê uma atuação não efetiva da Sema sobre as atividades agrícolas. “Que o desenvolvimento sustentável seja uma meta e não um discurso”, disse Eliane Fachin, cobrando que a investigação da CPI da Sema vá além de buscar agilizar licenças ambientais. Além de Eliane, prestaram depoimento à CPI o superintendente de Recursos Hídricos, Luiz Henrique Noqueli, o secretário-adjunto de Mudanças Climáticas, Aluízio Leite, e o superintendente de Educação Ambiental Antonio Carlos Reis Nogueira.

      Todos defenderam que a área ambiental tenha mais estrutura, uma conclusão também da comissão que investiga os indícios de irregularidades no setor. (Simone Alves)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/