Quarta-Feira, 07 de Novembro de 2007, 19h00
CONFRONTO
Galvão nega acusações e ataca atual presidente


Washington Galvão, ex-presidente do Sindsep-MT   Numa queda-de-braço com o atual presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Mato Grosso (Sindsep-MT), Carlos Alberto Almeida, o ex-presidente da entidade, Washington Galvão rebate as acusações de fraudes, conforme denúncias feitas por seu sucessor. De acordo com Galvão, a rixa entre eles se dá em função de Carlos Alberto ter perdido três eleições consecutivas.

     Galvão nega que haja irregularidades na prestação de contas em sua gestão, conforme afirmou Carlos Alberto - leia mais aqui. Ele disse que o presidente está mentindo ao dizer que o valor pendente na instituição é de R$ 1,2 milhão. "O valor correto é de R$ 225 mil", confessa. O ex-presidente alega que não possui todos os documentos que comprovam a regularidade dos gastos, pois no ano passado o Sindsep-MT sofreu um assalto que depredou o prédio. Ele diz ainda que as fraudes, como a compra de perfumes e a emissão de cheques sem fundos, são referentes ao período em que José Nogueira conduzia o sindicato. "O Carlos fazia parte da chapa dele (Nogueira)", completa.

      Denúncia

      O ex-presidente denuncia que Carlos Alberto recebe dois salários, um do Sindsep e outro da Fundação Nacional de Saúde. "Ele (Carlos) ainda não pediu afastamento do cargo da Funasa", disse, ao argumentar que o atual presidente está em desacordo com o estatuto do Sindsep. Além disso, Galvão condena a atitude do sindicalista em demitir seis funcionários sem pagar os devidos vencimentos. 

    Um dos nomes informados por Galvão é o da servidora Gonçalina da Silva Arruda.  "Ele (Carlos) pediu que ela (Gonçalina) o passasse por escrito o valor que o sindicato estava lhe devendo. Mas a cópia foi adulterada", disse. Segundo Galvão, o valor original era de R$ 7 mil, sendo alterado para R$ 17 mil. Após o episódio, registrado em outubro deste ano, o advogado da servidora Vinicius Alves dos Santos ingressou com um processo junto à 4ª Vara do Trabalho da Capital contra o sindicato. (Pollyana Araújo)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/