Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2007, 00h35
VARIEDADES
Éder pede trégua para não comprometer projeto


   O executivo Éder de Moraes Dias, coordenador do processo de renegociação das dívidas públicas do Estado, viaja nos próximos dias para o exterior. Desta vez  vai acompanhado do economista Vivaldo Lopes, também envolvido no projeto, que avança para se consolidar, já que recebeu aval do Ministério da Fazenda. Éder explica que a agenda estará focada exclusivamente nos investidores externos. Algumas instituições financeiras estão interessadas em "comprar" o passivo de quase R$ 5 bilhões do Estado de Mato Grosso para com a União, entre elas o Banco do Brasil, a Merrill Lynch, o Crédit Suísse e o USB Pactual. 

    Éder destaca que as negociações avançaram, mas prefere não antecipar detalhes e nem os próximos passos. "As últimas notícias sobre renegociação das dívidas não espelham a realidade dos fatos. Está havendo muita especulação. Então, peço que a imprensa tenha paciência. O processo é demorado, não acontece do dia para a noite", enfatiza.

   De acordo com o presidente da MT Fomento, caberá ao governador Blairo Maggi comentar o assunto e não os técnicos. "Cada coisa precisa ser colocada a seu tempo, sob pena de atrapalhar o processo", pondera Éder, ao enfatizar que as negociações institucionais vão revolucionar o mercado de capitais e é preciso agir sem alarde para viabilizar o projeto.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/