Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2008, 13h10
EXECUTIVO
Maggi vê falhas em projeto que delimita planície


  
Governador aponta erro em proposta dos deputados sobre delimitação da região pantaneira (Foto: Marcos Bergamasco)

   O governador Blairo Maggi (PR) vetou, ao considerar incorreto, um projeto das lideranças partidárias que estabelece os limites da planície alagável da Bacia do Alto Paraguai. De acordo com o governador, "trata-se de um erro material", já que essa delimitação traria inúmeras consequências negativas. "O pantanal mato-grossense é uma realidade, independente da delimitação que lhe for dada", ensina o "rei da soja". Em seu veto, Maggi diz que, "não é o fato de não estabelecer em lei estadual os seus exatos limites que deixaria o ecossistema desprotegido".

   Se não tivesse sido arquivado pelo chefe do Executivo, o projeto incluiria na região de planície alagável apenas 11 dos 141 municípios do Estado. Seriam eles: Barão de Melgaço, Poconé, Cáceres, Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Itiquira, Lambari D´Oeste, Curvelândia, Rondonópolis, Porto Estrela e Juscimeira.

  O governador argumenta ainda que há outra falha quando os deputados consideram que a região alagável engloba todos esses 11 municípios. Com respaldo da Procuradoria-Geral do Estado, Maggi explica que, de fato, a região ocupa apenas pequenas partes territoriais de cada uma dessas cidades. Com base nessas incoerências, Maggi fez valer o poder da caneta e vetou nesta segunda (21) mais uma proposta oriunda dos deputados. (Pollyana Araújo)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/