Sábado, 26 de Janeiro de 2008, 06h25
EDUCAÇÃO
Em reunião, candidatos tiram proveito político


  Em época de pré-campanha qualquer manifestação da comunidade motiva "infiltração" de pretensos candidatos, todos interessados em tirar proveito político da situação. A briga dos moradores do bairro Cidade Alta, na Capital, pela não-desativação da escola estadual Alina do Nascimento Tocantins é um exemplo disso. A reunião entre o secretário de Educação Ságuas Moraes e a comunidade reuniu vários políticos, entre eles pré-candidatos a vereador e os "prefeituráveis" Walter Rabello (PP) e Sérgio Ricardo (PR). Também foram ao encontro os deputados estaduais Carlos Avalone (PSDB) e Chico Galindo (PTB) e a federal Thelma de Oliveira (PSDB).

   Do encontro participaram ainda os vereadores Dilemário Alencar (PTB e os tucanos Edivá Alves e Permínio Pinto. Todos se apresentaram como "pais da situação". Do tucanato também compareceu o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) e hoje dirigente do PSDB da Capital, Ussiel Tavares. Alguns estudam elaboração de panfletos para destacar as ações, entre elas a de ter "solucionado" o impasse acerca do escola, já que a Seduc recuou e não vai mais desativá-la.

   No encontro, o secretário Ságuas, sob pressão, repensou o projeto. Agora, a Alina Tocantins não vai acabar - leia mais aqui.  A idéia inicial da Seduc era extinguir a instituição e transferir os 650 alunos para a escola José Machado Neves. Ságuas alega que estava em viagem de férias e que não imaginava que a situação havia tomado tamanha proporção. Segundo ele, os moradores podem ficar tranquilos que a escola não será desativada. Uma nova reunião para discutir o assunto está agendada para esta segunda (28), em seu gabinete, às 14 horas.(Pollyana Araújo)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/