Segunda-Feira, 18 de Fevereiro de 2008, 07h57
ARTICULAÇÃO
Governo exclui Orione do Comitê pró-Copa 2014


  Jogado para escanteio, o presidente da Federação Mato-Grossense de Futebol, Carlos Orione, está na bronca com o governador Blairo Maggi, que chamou para si o bônus da campanha que prega Cuiabá como uma das subsedes da Copa do Mundo de 2014 e, aos poucos, excluiu o eterno dirigente da FMF.

   Orione tem dito a aliados que poderia se empenhar mais nas articulações, principalmente por possuir amizade com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, mas não o faz porque tanto Maggi quanto os secretários Baiano Filho (Esportes e Lazer) e Pedro Nadaf (Desenvolvimento do Turismo) tomaram a frente do processo e, para não perderem o trono, preferem nem convidá-lo para reuniões e eventos que tratam da Copa de 2014.

   Maggi escalou nadaf, que virou prresidente do Comitê Pró-Copa do Pantanal. A proposta e unir forças no trabalho de articulação e de busca de apoio do empresariado para convencer a Fifa a aprovar a capital mato-grossense como uma das 12 subsedes do Mundial. Orione lamenta que nem é consultado. O clima entre governo e algumas entidades envolvidas nessa articulação já é de racha, enquanto outros Estados, como o vizinho concorrente Goiás, se mostra unido.

   Em outubro do ano passado, o governador Blairo Maggi viajou para Zurique, na Suiça, para apresentar MT como um dos candidatos à subsede da Copa. Levou consigo Nadaf e Baiano, além do ajudante de Ordens e chefe de Gabinete, tenente-coronel PM Alexander Maia. Nem lembraram de Orione. A decisão sobre as 12 cidades escolhidas será feita até 31 de julho deste nao.

   Exigências

   A previsão de investimentos públicos e privados é de R$ 1 bilhão. Esses projetos só serão desenvolvidos na prática dentro dos próximos 7 anos se Cuiabá, de fato, for escolhida pela Fifa. O Verdão seria totalmente reformulado para receber 45 mil pessoas sentadas e todo coberto, a um custo de R$ 350 milhões. Estão programados também a construção de quatro centros de treinamentos (três em Cuiabá e um em Várzea Grande) para receber quatro seleções, assim como obras de ampliação do aeroporto internacional Marechal Rondon e um viaduto para melhorar o tráfego de veículos entre as duas cidades.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/