Sexta-Feira, 21 de Março de 2008, 08h34
VÁRZEA GRANDE
Murilo deve recuar para apoiar Loro contra Júlio


   Começa a ganhar corpo a proposta de uma parceria em que o prefeito Murilo Domingos (PR) recuaria para apoiar o tucano Dito Loro à sucessão municipal. Pelo pré-acordo, se o republicano recuar, todo a máquina e o secretariado se juntariam no palanque de Loro. O ex-vereador pelo PDT e hoje do PSDB está tão empolgado que no próximo dia 30 deixa o cargo de diretor do Departamento de Água e Esgoto (Dae-VG) para, fora da administração, viabilizar o projeto politicamente.

   Murilo conduz a gestão a passos de tartaruga. Sabe que sua recondução ao cargo será uma missão dificílima. Resolveu, então, apostar em Dito Loro, o mais carismático e popular de todo o seu secretariado. O maior empecilho pode ser a direção regional tanto do PR, partido de Murilo e do governador Blairo Maggi, quanto do PSDB, presidido em Mato Grosso pelo prefeito cuiabano Wilson Santos. As duas legendas são adversárias em âmbito estadual e tende a continuar distanciadas por causa das eleições gerais de 2010. Dependendo da conjuntura, a regional pode vir a vetar a aliança PSDB-PR em Várzea Grande.

   A considerar hoje os dados sobre as pesquisas de intenções de voto, Murilo não teria chance à reeleição. Dito Loro acha que, se o prefeito desistir vai atraí-lo para o seu palanque. Na pior das hipóteses ele marca posição, visando uma candidatura a deputado estadual ou federal em 2010. O grupo que comanda a prefeitura hoje tem como principal adversário o conselheiro aposentado do TCE, Júlio Campos, que briga internamente no DEM com Wallace Guimarães pelo direito à candidatura.

   Nos bastidores, Dito Loro tem comentado que os Campos passaram a "jogar tão pesado" para "eliminar adversários" que logo outros pré-candidatos devem desistir, como o deputado Maksuês Leite (PP) e Wendel Rodrigues (PDT), que tenta construir uma Frente de Esquerda, além do próprio Wallace, já considerado "frito". É sob essa análise que Dito Loro, ex-vereador e que já conduziu a secretaria de Serviços Públicos antes de ser remanejado para o Dae, pretende entrar na disputa. Ele acha que, na reta final, será o único candidato a enfrentar os Campos. Acredita até que, na base de comparativo da gestão Murilo com a do antecessor Jaime Campos, consiga se eleger prefeito do segundo maior município mato-grossense.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/