Segunda-Feira, 07 de Abril de 2008, 17h30
CÁCERES
Maggi diz ignorar vaias e quer redução de gastos


 Vaiado pelos movimentos estudantis de Cáceres, o governador Blairo Maggi (PR) disse nesta segunda (7), um dia depois do protesto, que não vai aumentar os repasses para a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), com sede em Cáceres. Considera natural a manifestação feita no domingo. Um grupo de manifestantes espalhou faixas contra o governo estadual, o prefeito Ricardo Henry e o deputado federal Pedro Henry. Acusam-nos de "politicagem", conforme revelou aqui o RDNews. "A realidade é que se eu for lá mil vezes, vai ter mil manifestações. Sei como é universitário. Eu também já fui universitário e já protestei muito. Já joguei tomate e aprontei um monte de confusão", diz o governador.

   Maggi comenta que se reuniu com o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público do Estado (Sintep) e também com a reitoria da Unemat para negociar uma forma de calcular os repasses à instituição. Propôs um acordo com a universidade e pediu que apresentasse uma sugestão de redução de custos da Unemat. "O esforço que a Unemat fizer para a redução das suas despesas é o esforço que o governo do Estado vai fazer para aumentar os repasses para a Unemat", condicionou Maggi.

   O governador disse, na reunião, que não fará mais nada em relação à Unemat. "Da nossa parte não temos como fazer mais nada nessa área". Esses discursos que Maggi tem feito ao estilo "tô nem aí" tem motivado revolta por parte dos corpos docente e discente da única universidade pública de Mato Grosso e com sede em Cáceres. (Pollyana Araújo)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/