Sexta-Feira, 23 de Maio de 2008, 08h45
RUMO A 2010
Em Cuiabá, Jaime mantém liderança ao governo


 O senador Jaime Campos (DEM), que já está em pré-campanha a governador em 2010, continua na liderança em Cuiabá, revela a nova rodada da pesquisa Mark, feita nos últimos dias 17 e 18. É preferido por 37,5% dos cuiabanos. Na amostragem realizada no mês passado esse percentual era de 37,1% - leia mais aqui. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

   Vinte pontos percentuais atrás de Jaime, aparece o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB). O tucano que disputará a reeleição neste ano é lembrado por 17,1% dos entrevistados, 2 pontos a mais se comparado à amostragem anterior. Em seguida, vem a senadora Serys Marly (PT), que aparece na teceira posição, com 12,4%. Ela já disputou a vaga na eleição passada e ficou em terceiro lugar, com 159.686 votos.

  Já o vice-governador Silval Barbosa, uma das opções do PMDB para o Palácio Paiaguás, é lembrado por 5%. Nesse cenário estimulado, 4,1% dos entrevistados disseram que preferem anular o voto. Dois por cento dos cuiabanos votariam no ex-prefeito de Rondonópolis, deputado estadual Percival Muniz (PPS), enquanto 1,9% optaria pelo também deputado Otaviano Pivetta (PDT), enquanto o diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot (PR), figura com 0,8%.

  Numa outra simulação, em que o nome de Pagot é  substituído pelo do prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti, também republicano, há uma pequena variação dos percentuais dos demais pré-candidatos. Jaime, por exemplo, continua à frente. Nesse caso, chega a 36,8%. Santos permanece em segundo, com 17,7%, assim como Serys (12,7%). Por outro lado, a pesquisa revela que Pagot é o melhor pré-candidato do PR, apesar de aparecer em desvatagem, já que Sachetti fica na lanterna com 0,2% das intenções de voto.

  Rejeição

  Se por um lado Jaime é o mais cotado para o governo estadual, por outro carrega o ônus de ser o mais rejeitado. Dezenove por cento disseram que não votariam de jeito nenhum no cacique do DEM. Dos entrevistados, 13% rejeitam o prefeito Santos, enquanto 11,8% não aceitam a senadora Serys. Sachetti detém uma rejeição de 5,8%, seguido de Pagot (4,9%). Já Muniz é rejeitado por 4,5% dos cuiabanos, ao passo que Pivetta sofre resistência de 3,1%. O nome com menor percentual de rejeição é o do vice Silval Barbosa: 2,5%. (Pollyana Araújo)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/