Sexta-Feira, 04 de Julho de 2008, 19h54
CÁCERES
115 brigam para vereador; 2 disputam prefeitura


...o prefeito Ricardo Henry, que tenta a reeleiçãoEx-prefeito Túlio Fontes disputa prefeitura contra... Nada menos que 115 candidatos a vereador disputam as 10 vagas na Câmara Municipal de Cáceres, cidade-pólo do Oeste mato-grossense. A proporção é de 11,5 por vaga, numa das maiores disputas já registradas no município.

   A coligação “Pacto pelo Progresso” formada por 12 partidos e sob liderança do PP do prefeito Ricardo Henry entra no páreo com 75 candidatos. Ainda sem nome, a coligação que apóia o ex-prefeito Túlio Fontes (DEM) conta com 45 candidatos. Cálculos dos analistas políticos de cada coligação diferem sobre a expectativa de eleição de cada grupo.

  Os aliados de Henry, que tem como vice o vereador Manoel de Matos, o Manezinho (PMDB), apostam numa eleição de  7 a 8 vereadores, mais de dois terços da composição na Câmara Municipal. Por sua vez, os aliados do ex-prefeito Fontes, prevêem que 6 candidatos do grupo devem compor o legislativo cacerense.

   Tomando por base o número de 58 mil eleitores cadastrados no município e a histórica estimativa de que em média 20% do eleitorado (11,6 mil) deixam de votar por um ou outro motivo,  ficariam cerca de 47 mil votos válidos. Isso aponta para um coeficiente eleitoral de 4,7 mil voto por vaga na Câmara.

    De acordo com a estatística dos analistas pró-Henry/Manezinho, a coligação proporcional PTB/PSDC, fará o maior número de vereadores: 3. O PP sonha com 2 cadeiras. O bloco PRB, PHS, PPS aposta numa vaga, enquanto a coligação com 3 siglas (PR, PMDB e PV) acredita que consiga conquistar entre 1 a 2 vagas.

Adilson Reis (PSB), um dos 115 candidatos a vereador em Cáceres   Já os “cientistas” políticos do palanque de Túlio Fontes não arriscam fazer prognóstico sobre qual das coligações proporcionais conquistará mais vagas no legislativo. A coligação “Pacto pelo Progresso” é formada por 4 frentes. A primeira aglutina PRB, PPS e PHS. Uma outra contempla PTB e PSDC. A terceira traz PR, PMDB e PV e, uma outra coligação, com apenas o PP. No geral, a coligação pró-Fontes está dividida em 2 grupos: O primeiro é composto por 4 siglas (DEM, PDT, PT e PSB). A segunda tem 5 (PSDB, PRTB, PRP, PTC e PSL). Entre os candidatos a vereador do bloco de Fontes está o ex-presidente do Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat), Adilson Reis, que concorre pelo PSB. A coligação ligada ao ex-prefeito não passou o nome de todos os candidatos. Apenas os de maiores chances de se eleição. (Sinézio Alcântara, de Cáceres)

Candidatos a vereador por Cáceres e as coligações
Pacto pelo Progresso - Frente 1
PRB

Nilson Pereira (Cabo Nilson) Davi Ferreira de Souza, Kleber Selasco Cebalho, Waldecir Gomes, Celso Bueno Tavares, João Bráulino da Fonseca, Marilene de Oliveira Nascimento, Edna Divina Marques do Amaral, Rosemar Maximino Pereira
PPS
Marcos Rogério dos Reis Buzati, Geraldo Lopes Siqueira, Ivan Pinheiro de Souza, Kleber Fabian Santana Ramos, Silvio Donizete Simões, Erica de Moraes Leão Silva
PHS
Edson Francisco da costa, Iran Pereira Leite, Joaquim Luz Rodrigues da silva, Pedrosa Pires, Simone Cristina de Oliveira
Frente 2
PP – Alvasir Ferreira de Alencar, Antonio Dias do Espírito Santo Filho (Mujinho), Antonio Rodrigues da Silva (Toinzinho do Caramujo), Célio Silva, Chico do Mario Mota, Leomar Amarante Mota, Luiz Alberto Olivares Rodrigues (Vargas), Luiz Sergio Lara Garcia (Luizinho do Dito Gato), Waldio Alves de Souza (Jaburu), Carlos Antonio Brandão, Jose Aparecido Machado (Cidó), Iracilda Rocha Teixeira Rita (Iracilda Carola), Luciana de Gatas (Luciana Crepaldi), Valdete da Silva Campos, Maria Cleonice Moraes do nascimento
Frente 3
PR – Alcy Silva, Jose Élson Pires de Souza, Andre Luiz do Couto Souza, David Maciel de Campos, Andre Augusto da Costa Marques Neves, Luiz da Guia Cintra de Alcântara, Luis Percionichio Godoy, Jose Marcelo Flores Cardoso, Jose Roberto Mercado, Cynara Piran, Elisa Maria Jorge da cunha, Marilce Fátima de Farias
PMDB
Josué de Almeida Arruda, Marta da Floresteca, Maria Madalena Souza Pinto, Nicodemos dos Santos, Helio Leite, Jardes Moto-Taxi 
PV – Maria dos Santos Silva, Valdemar Berzuini
Frente 4
PSDC
– Antonio Salvador da Silva, Álvaro Gonçalves Filho, Edmilson Porfírio de Campos, Giuliano Luiz da Silva Garcia, Jose Antonio Caetano Cabral, Wilson Bosco Palhinha de Oliveira, Usias Pereira da Silva, Filomena Maria de Alcântara Silva, Isis Monteiro Moitinho, Tânia Aparecida Varco da Silva
PTB
Geraldo Barbosa de Oliveira, Waltrudes de Araújo Junior, Paulina Salome de Oliveira, Maria de Lurdes Braga Martins, Valdeniria Dutra Ferreira, Rubens Macedo, Gregório Garcia Lobato Lopes, Josias Modesto de Oliveira, Elias de Melo Franco, Avelino Henrique dos Santos
Coligação (ainda sem nome)
Chapa I

DEM
Wilson Viegas, José de Souza Brandão, Geraldo Magela de Oliveira, Neide Maria Pereira Echeverria, Nilton Roberto Carrocini, Divino de Almeida, Sidney Garcia Maia
PDT
Mário Quidá Neto, Luiz Carlos de Oliveira e Faria, Maria Barbosa da Silva, Miguel Zattar Neto
PT
Josué Alcântara, Lúcia do Sintep, Alonso Batista, James Frank, Elias Alves, Lúcia de Lurdes Gonçalves, Josué Valdemir de Alcântara, James Frank Mendes Cabral (irmão do vereador por Cuiabá, Lúdio Cabral), Elias Frederico Alves, Alonso Batista dos Santos  
PSB
Adilson Domingos dos Reis, Elias Dias de Carvalho, Juvenil Deloqui, Sabina Perpétua Cardoso da Silva
Chapa II
PSDB
Celso Fanaia Teixeira (Tetinho), Júnior Carneiro, Walter Saes, Mário Masao Tanaka, Aparecido Carvalho da Silva, Luiz Carneiro Júnior, Ana Luiza Michelon
PRTB
Márcia Maria Nolasco do Prado, Rosely Teles dos Santos Silva, Hélio Cardoso da Silva, André Minetti de Jesus
PTC
Franciso da Silva Leite, Cristovam Diogo de Arruda, Maria Neuza Martins dos Reis, Pedro Vidal Lopes, o Peixinho do Dner 
PSL
Celso Luiz Antunes, Francisco Canidé de Lima, Catarino Coleta da Cunha, o Dançarino
PRP - André dos Santos

(21h35) - Kishi questiona matéria e prevê eleger 50%

Wilson Kishi, candidato a vice-prefeito   O ex-vereador por 5 mandatos e hoje deputado estadual Wilson Kishi, candidato a vice-prefeito na chapa de Túlio Fontes (DEM), questiona o conteúdo da matéria acima produzida pelo repórter cacerense Sinézio Alcântara. Segundo ele, trata-se de "matéria tendenciosa". "O Sinézio é assessor da prefeitura", reage o pedetista, ao questionar a análise de que as coligações proporcionais que apóiam a reeleição do prefeito Ricardo Henry (PP) fariam a maioria das vagas na Câmara Municipal.

  Na sua avaliação, o bloco de oposição, composto por 9 partidos (DEM, PDT, PT, PSDB, PSB, PTC, PRTB e PSL) "tem condições reais de eleger 6 dos 10 vereadores". "A chapa majoritária puxa votos e a renovação vai estar do nosso lado. Vamos eleger mais de 50% dos vereadores", diz Wilson Kishi, ao se exceder em otimismo. As duas coligações proporcionais pró-Fontes contam com 38 candidatos a vereador.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/