Terça-Feira, 29 de Julho de 2008, 18h00
RUMO ÀS URNAS
Em carta, candidato Rabello se diz perseguido


   O ex-deputado Walter Rabello (PP), candidato a prefeito, resolveu expor sua revolta contra os adversários políticos, em panfleto espalhado na Capital. Ele se diz ser "vítima da intransigência e da intolerância de uma casta que se julga no direito de tutelar a vontade popular”. No documento, o apresentador de TV e cantor não menciona nomes.

   O progressista apela ainda para o seu lado poético: “Minha vida é limpa e transparente. Assim como será minha campanha à Prefeitura de Cuiabá.” Até meados de abril, Walter liderava as pesquisas de intenção de voto na corrida ao Palácio Alencastro. Contava com um programa de TV numa linha popular e que o projetava politicamente. Mas acabou demitido da TV Cidade Verde (afiliada do SBT) e perdeu o palanque eletrônico. Depois, fez estréia da Record News, mas se viu obrigado a pedir afastamento por imposição da legislação eleitoral. Para piorar, Rabello perdeu o cargo de deputado por causa da infidelidade partidária. Mesmo assim, ainda figura entre os primeiros colocados na corrida sucessória.

   Rabello enfatiza, na carta, que sua candidatura é uma resposta para os que acham que “tudo podem" e àqueles que "acreditam no poder e no dinheiro e, equivocadamente, imaginam comprar a consciência do povo”. De forma sutil, o candidato do PP acusa seus adversários de perseguição e de agir com violência para tentar tirá-lo do páreo.(Humberto Frederico)

  • Confira aqui a íntegra da carta de Rabello.

Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/