Quinta-Feira, 28 de Agosto de 2008, 11h29
VÁRZEA GRANDE
Panfleto traz duras acusações a Murilo e Toninho



Toninho é acusado de "roubar" prefeitura sob aval de Murilo

   As ruas de Várzea Grande amanheceram forradas de panfletos acusando, com palavras duras, o prefeito Murilo Domingos (PR), candidato à reeleição, de deixar a prefeitura à mercê do seu irmão Toninho Domingos que, segundo a denúncia, é culpado pela falta de água no município. O panfleto apócrifo traz as seguintes acusações em espécie de "manchetes": "Armação e safadeza na falta de água em VG; Toninho mandou roubar cabos para faltar água em VG e Não vote em laranja, Murilo eleito, Toninho prefeito!!!". O material foi assinado em nome de Fórum Suprapartidário em Defesa da Moralidade. Pressupõe, porém, que a iniciativa tenha partido dos próprios adversários de Murilo. 

    As denúncias vão ainda mais longe. "Eles (irmãos Domingos) sabiam que ia faltar água e que a população ficaria revoltada contra a incompetência da atual administração. A grande idéia de Toninho  foi mandar roubar e estragar a rede de distribuição para dizer que foi ação de marginais e ainda tentar jogar a culpa da falta d´água nas costas dos adversários". Esta é a segunda vez que panfletos com acusações semelhantes ao atual prefeito circulam pela cidade, conforme já divulgou o RDNews - leia mais aqui. (Pollyana Araújo)

(Às 14h20)Lamento essas baixarias, reage Missias

   "A Justiça toma conta. Eu lamento que a campanha tenha tomado esse rumo", disse o secretário de Comunicação do prefeito Murilo Domingos, Jeverson Missias, em reação a mais um panfleto apócrifo lançado às ruas de Várzea Grande nesta quinta. Segundo ele, tal atitude é condenada pelo eleitor, que  tem direito a assistir ao horário eleitoral para receber propostas dos candidatos e não baixarias. "O que a sociedade quer saber é sobre os meios de se resolver as mazelas. Esse tipo de ação (de panfletagem) suja a cidade e é condenada por todos".

  Missias afirma não ter idéia de onde possa ter partido a iniciativa dos ataques, mas, por outro lado, entende que "isso pode ser atribuído ao frequente crescimento de Murilo nas pesquisas de intenção de voto". "O Murilo começou com 1,65% e já rompeu a casa dos 35%. Isso incomoda", afirma o secretário de Comunicação.


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/