Terça-Feira, 07 de Outubro de 2008, 10h30
RUMO AO 2º TURNO
Prefeito cita a saúde e critica exposição de Maggi


   O prefeito Wilson Santos (PSDB) aproveitou seu espaço nesta terça (7) no programa "Chamada Geral" da rádio Cuiabana FM, sob Lino Rossi, para "desabafar". O tema que reinou durante a entrevista, conduzida pelo próprio entrevistado segundo Rossi, foi a saúde pública, especialmente acerca das críticas que recaem sobre o Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá. Santos também fez críticas ao governador Blairo Maggi que "gasta muito com publicidade" e ainda comparou o presidente Lula ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

   Para o prefeito tucano que enfrenta o empresário Mauro Mendes no segundo turno, o pronto-socorro virou foco de pessoas tendenciosas da comunicação para afetar a imagem de sua administração em Cuiabá. "Parte da sociedade é induzida pela comunicação. Existem alguns comunicadores que trabalharam muito os pontos fracos do pronto-socorro", diz o tucano, afirmando, em seguida, que o hospital é apenas parte da saúde. "Temos que atender pacientes de todo o Estado e, às vezes, de outras unidades da Federação".

  O adversário de Santos no segundo turno, Mauro Mendes (PR) promete reforçar seu palanque com a presença do presidente Lula, e o prefeito aproveita para dizer que "os governos FHC e Lula são homogêneos". "Não existe nenhuma diferença ideológica entre eles, só a nomeclatura da sigla que muda", declara.

  Sobre gastos com publicidade e comunicação, o tucano admite que não entendia nada sobre o assunto. "Eu não tinha noção da importância de informar, tanto que tinha extinguido a secretaria de Comunicação". Ele critica a gestão Maggi sobre o que classifica de gastos excessivos com propaganda e super exposição. "Vocês nunca me viram com essas orelhas enormes em comerciais da prefeitura, já o governador tem fotos em toda parte", ressalta. Diz ter adotado o princípio da impessoalidade nas propagandas. (Andressa Boa Sorte)


Fonte: RDNEWS - Portal de notícias de MT
Visite o website: https://www.rdnews.com.br/