• CR Cunha | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 17h01
    6
    2

    A atitude do Sr Governador é uma VERGONHA..... Também, muito me entristece ver o site RDNEWS divulgar uma matéria dessa. Estes servidores NÃO ESTÃO ROUBANDO O ESTADO... são pesquisadores, mestres e doutores que trabalham naquilo que é o cerne da economia do estado, o Agronegócio e a Agricultura Familiar. O Governo, agora, tenta culpar os servidores públicos pela lástima de corrupção que saqueou os cofres públicos, e a população, que é leiga e sem capacidade de raciocínio crítico, acaba sendo enviesado por notícias tendenciosas como essa. Sr. Governador Mauro Mendes, vc tem o DEVER é de construir, não o contrário, tem o dever é de investir mais em pesquisa, inovação, extensão, e criação de mecanismos outros para que o Estado cresça ainda mais. O Sr criticou tanto o Wilson Santos no passado e acabou se tornado igual a ele, um PINÓQUIO. Sua vida na política será tão efêmera quanto o tempo que demorou para cair sua máscara agora na condição de governador. Quem é Mauro Mendes? É um empresário bilionário, está a favor apenas do CAPITAL, não está dando a mínima para os pequenos produtores rurais que dependem de toda pesquisa e extensão rural que a EMPAER fez nos últimos anos e ainda faz. EU NÃO ACREDITO EM GOVERNO MENTIROSO E MANIPULADOR.... FORA OS LOBOS FANTASIADOS DE OVELHAS.

  • Paulo ferreira | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 14h59
    8
    2

    Ireneu vc deve ser analfabeto de tudo.saberia dizer o que significa agricultura familiar? Pois são esse pessoal que te alimenta vc é sua família e sabe como fazem isso? Trabalho da empaer e todos os municípios do estado dando assistência. .vc é um tamtam. ..debiloide...antes de criticar devem pesquisar o trabalho desses pessoal..

  • Observador | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 14h59
    4
    2

    A conta chegou, planos de cargos generosos, é só olhar o site transparência, do TCE, MP, TJ, Assembléia, tudo igual, corporativismo puro. Será que o TCE responsável pelas análises da conta do Governo nunca viu ou alertou, pois as contas de todos os governadores foram aprovadas, ou seja, tudo estava regular. E como cantou Rita Lee, "Quero estar da janela quando a bomba explodir".

  • welson oliveira | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 14h47
    6
    3

    Coloca o salario dos professores..o pior do estado......

  • Aloisio | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 14h43
    8
    1

    Até que não sou contra o cidadão da agricultura ganharem bem, pois é daí que vem o pão da roça pelo estudo da tecnologia, desde que taxem o agro negocio na contribuição dos impostos.

  • Carlos | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 14h10
    10
    2

    Só não entendi por que tem uma imagem escrita "o estado e seus servidores" e em seguida uma reportagem falando dos altos salários da EMPAER, sendo que não existe apenas servidores públicos na Empaer e muito menos que ganhem super salários. Vamos parar com essas reportagens tendenciosas RD news, aqui é um site que sempre entro para me atualizar e acho o trabalho de vocês excelente, porém dessa forma injusta que essa reportagem foi feita, colocando todos os servidores na mesma vala comum, me deixa bastante decepcionado. Mas tudo bem, deve ter sido sem querer né?

  • Antônio Marcos (pantaneiro) | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 13h45
    7
    1

    Quanta maldade senhor governador expôr isso tão insignificante no universo dos salários de outros poderes, estes bravos trabalhadores são a elite de frente do governo nos campos de nosso Estado e teriam de ser mais valorizados assim como os professores da rede pública. O engraçado é: "todos só olhão as pingas que nós bebemos mais ninguém enxergam os tombos que nós levamos". Obrigado governador pela consideração dor de barriga não tem somente uma vez, eleição também!

  • Dai | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 13h44
    3
    1

    Aos senhores Lúcio e Irineu nos comentários, mamata eu acho quem desconhece o trabalho do outro vir desmerecê-lo. Não serve pra nada né? Mais de R$1,5 milhão em 1 ano, em recursos do PRONAF, captados só no município em que trabalho e tudo destinado a agricultura familiar...tanto para investimento quanto custeio das atividades agropecuárias desta classe. Calculem aí somando mais 123 municípios de MT em que a Empaer tem seus técnicos elaborando os projetos que permitem acesso a este tipo de recurso. Isso movimenta a economia dos municípios, sejam pequenos ou grandes, direta ou indiretamente. O alimento que vai pra mesa de vocês passou pela agricultura familiar, lá no início da cadeia produtiva.

  • Carlos | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 12h41
    5
    5

    O que se deve discutir é a capacidade de se pagar, não tendo, deve se eliminar esse gasto.

  • Dai | Sábado, 19 de Janeiro de 2019, 11h08
    14
    5

    Ao Sr. EMPRESÁRIO, ontem na audiência foi muito bem colocado não por nenhum funcionário da Empaer mas sim por outros que falaram na tribuna, e é muito claro este fato, que foram quase 30 anos até o concurso recente, devido a isso a idade avançada de vários funcionários. E não foi por falta de iniciativa da empresa, e sim por más gestões de governadores que o estado teve. Autossuficiente? Ela é sim, mas devido a mais uma vez a decisão lamentável de um governador aí do nosso passado na década de 90, que realizou uma fusão com outros órgãos e então começamos a não conseguir mais parcerias com governo federal. O sucateamento se deveu às próprias ingerências de governo, pois somos órgão subordinado ao estado. Antes de apontar o dedo, procure entender mais sobre a política de ATER e verá que é um trabalho social acima de tudo. Nossos serviços prestados são a baixo custo comparado ao setor privado justamente para que o agricultor familiar possa ter acesso. O que lutamos é por reestruturação, incluída nesta a possibilidade de novamente adquirir recursos de outras fontes através das cooperações técnicas com outras instituições e chamadas públicas, além de outras medidas, o que se demonstra ser viável com as propostas apresentadas a continuidade dos serviços.