• GAROTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VOU DEIXAR MEU RECADO AOS POLICIAIS MILITARES QUE FORAM TRANSFERIDOS, O CMDO GERAL NÃO É ETERNO, OS COMANDANTES REGIONAIS TAMBÉM NÃO SÃO ETERNO, VOCES TEM ARGUMENTOS PARA DEIXAR DE TRABALHAR NO LOCAL EM QUE FORAM TRANSFERIDOS, AQUI EM CUIABÁ TEM UM MÉDICO CHAMADO UBIRATAN E OU JOSEMAR HONORIO BARRETO, PROCUREM ELES E SE AFASTEM ATÉ TROCAR OS COMANDANTES QUE EFETUOU AS TRANSFERÊNCIAS, SUAS FAMILIAS NÃO MERECEM SOFRER DESSA FORMA

  • Adriana Santana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade, acabou a ditadura militar, porém, a PMMT nunca deixou de ser um braço armado a serviço do governo. Agora mais do que nunca isso está evidenciado no governo Blairo Maggi ao tomar essas atitudes em realçao àqueles que se recusam ao seus desmandos. Enquanto isso, a população é enganada e conduzida por políticos aproveitadores e alguns apresentadores de TV sensacinalistas que põem a culpa na Policia pela crescente violencia no estado. Vamos abrir o olho!!!

  • cilenio lopes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma das metas do Plano Nacional de Segurança Pública com cidadania(PRONASCI)do MJ é a profi cionalização na atividade Policial. O governo de MT além de não aderir faz tudo ao contrario. Mas vejam só as leis que regem a PMMT são retrógradas do tempo da DITADURA: Lei 3.800 de 19OUT76(Conselho de Disciplina). Decreto .329 de 21ABR78( regulamento Disciplinar). Decreto1.689 de 19OUT73 E dECRETO ESTADUAL 591 DE 26ago80(Regulamento de Movimentação de Oficiais e Praças). É ora de evoluir. Se mudar tira o poder dos coronéis O homem disciplinado por vontade própria, se engrandece e se dignifica: àquele que necessita de castigo para aprender tem alma de escravo PLATÃO fILOSOFO GREGO.
    Fala-se Tanto em Polícia Comunitária. mas esquecem que a idéia central da (PC) reside na possibilidade de aproximar o policial junto à sua comunidade, como um médico, advocado, comerciante, enfim dar caracteristicas humana ao policial e não apenas uma vitura o 190 e um Posto PM. para isso realiza um amplo trabalho sistemático, planejado e detalhado. Essas transferências estão fazendo tudo ao contrário, além de não respeitar a dignidade a pessoa humana (PMs e familiares) estão criando um terrorismo psicológico na instituição e na familia miliciana, sem falar que a qualidade dos serviços está severamente comprometida. PARABENS Governador e Cmt Geral pelas modernidades e profissionalismo que estão propiciando aos nossos humildes PRAÇAS PMs de Mato Grosso.