• EDSON SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Trabalhamos quatro meses para pagar impostos, daqui a algum tempo iremos ter trabalhar oito meses para pagar tantos impostos, e claro gente alguém tem que mamar,oque seria dos nossos bons politicos se não meterem a mão no nosso bolso, e tanto salario para esses malas e tantas mordomias que tem horas que da vontade de morar em uma caverna e andar pelado e comer raizes, se não inventarem impostos também para os hermitoês.

  • Alvaro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vocês esqueceram de mencionar que o nobre senador foi Secretário Adjunto da Seduc na gestão do Pago.

  • Jacyara satisfeito | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    De todas as qualidades que vejo no Professor Osvaldo Sobrinho, a mais importante para mim, a mais significativa, é a lealdade demonstrada por decadas ao Ex.Deputado Estadual: PROF. CELSO MÜLLER DO AMARAL, que o trouxe de Vicentina, então distrito de Fátima do Sul, para a capital do estado: Cuiabá, e aqui o amparou e mostrou-lhe o caminho do crescimento.

    Prof.Osvaldo, nunca esqueceu e sempre o procurou em Dourados, demonstrando sua gratidão e apreço.

    Por isso não me permito fazer desairosos comentários a uma pessoa que considero leal e amiga.

  • luiz fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse sobrinho não tem ideologia nem escolhe um lado, vai para o lado que o vento esta virado, esta é a face da politica clientelista de MT e do BRASIL

  • SEVERINO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • sousa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    è horripavorível se saber que esse elemento, só ficou no cargo de governador, isto mesmo ficou, e recebe pensão de 12 mil. pensão por que? como que alguém trabalha só 15 dias e recebe este salário pelo resto da vida? é uma vergonha pra este pais, onde vemos o dinheiro do povo sendo usado pra dar boa vida a estes politicos, ao invés de ser usado na educação,saúde e segurança....E QUE SIRVA DE ALERTA PRA NOSSOS HOMENS QUE FAZEM A IMPRENSA. COLOQUEM A BOCA NO TROMBONE E INFORMEM, EXAUSTIVAMENTE, ESTES ABUSOS. PASMEM AINDA, estão aprovando leis que criam mais municipios. isto quer dizer, que, o resto do dinheiro que seria usado pra atender o contribuinte, VAI SERVIR PRA PAGAR SALARIOS, PENSÕES AJUDAS DE CUSTO DESTES FUTUROS PREFEITOS, SECRETÁRIOS E SUAS SECRETÁRIAS ALEM, LÓGICOS, DE EMPREGAR SEUS PARENTES. É UMA VERGONHA.....CADÊ O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL? QUE VÊ TANTA INCONSTITUCIONALIDADES EM ALGUMAS COISAS, E NÃO VÊ ESTAS?

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ...E enquanto isso o povo humilde e trabalhador morre a minguas no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.


    Esse é o Brasil dos Poderosos.

    Se ele fosse politico sério deveria renunciar essas benecias do dinheiro publico.

  • Felippe | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caros leitores: não basta ficarmos estarrecidos com as aposentadorias e pensões imorais, porém legais. O que precisamos é de Políticos que tenham vontade política e que represente e trabalhe em benefício do POVO.

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    De todas as aposentadorias do Oswaldo Sobrinho,
    a mais questionável é de professor. Ele não deve
    ter lecionado muito tempo! Porque conheço ele
    através da mídia há muitos anos, como politíco
    ocupante de cargos público. Então o MPE deveria
    investigar essa suposta aposentadoria como
    professor. O citado cidadão (isso para não dizer
    elemento) deve ser muito competente para ter todos esse patrimônio.
    Pois não ganhou na loteria e não recebeu ne- nhuma herança. Pois só com salário de funcio- nário público não dá. Aliás esse é um mistério
    que ronda os nossos politícos.

  • Clarito Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lembrar ao Nobre Senador que o Silval Barbosa não terá direito a receber esses míseros 13.000,00 e alguns reais já que o nosso dignissimo Governador revogou o benefício pela Emenda Constitucional nº. 22/03, a qual estabeleceu que: “Art. 1º - Fica extinta a pensão vitalícia aos ex-Governadores do Estado, benefício criado pela Emenda Constitucional nº. 17, de 05.12.78, modificado pela Emenda Constitucional nº. 28, de 30.01.85, aos Vice-Governadores e substitutos constitucionais criados pela Emenda Constitucional nº. 13, de 15.12.98 e pela Emenda Constitucional nº. 18, de 06.09.00, respeitado o disposto no art. 5º, XXXVI, da Constituição Federal”.
    Ufa !!! vamos ver qual benefício eles vão inventar daqui pra frente, será que os coroados da Botina vão ganhar uma pensãozinha por participarem desta agencia da Copa, tem uma vaguinha aí pra mim Patrão?