• ODILON MOURA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Divalmo Mendonça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    e lamentavel a noticia não esclarecedora dizendo de chateação e euforia ao mesmo tempo. O prefeito e o vice (talvez o vice principalmente) tem culpa no estado da saude de cuiabá, e agora muito mais. Vamos pensar a quem interessa a demissao do secretario. (1) o vice é irmao do dono/administrador da UNIC/IUNI/Hospital Geral; (2) o hospital recebe dinheiro publico da capital repassado pelo MS para as açoes de alta complexidade; (3) é publico as brigas do Diretor do H. Geral Drº Wander (funcionario Publico da SMS e da SES-MT, antigo superintende da Regulação da Saúde do Estado) e o secretario Luis Soares.

  • rita de cassia vasconcelos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que ceninha tão maravilhosa ein!Cada hora é uma berlinda diferente!!!Conta outra!!

    Isso é coisa do Comitê da Maldade e deve ter partido do cacicão Antero em Extinção.
    O povo sabe muito bem que o Prefeito Wilson
    Pinóquio detesta funcionário público e que esse Liuz Soares agora é pau mandado dele.
    Hopocresia maior se vê pelo desvio de caráter,
    pois quando esse secretário servia a Gestão Roberto França o Pinóquio o defamava e o acusava de Chefe da Máfia e a alguns dias atrás era o INSUBISTITUIVEL secretário da Gestão Wilson Lorotas Santos. Agora soltou essa de Falsa Incompatibilidade na gestão para enganar aos médicos que não são idiotas é para tentar passar melzinho na boca dos cuiabanos,assumundo o papel de BOM FEITOR, que PINOQUINHO ENGRAÇADINHO!!!

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não creio na realidade deste constrangimento, mesmo porque Wilson Santos é superior a estes pequenos deslizes e sabia que podia exonerar a qualquer momento Luiz Soares, só não o fez por falta de oportunidade ou negociações, já que durante todo o desenrrolar da luta com os medicos éra necessário mastrar pulso firme, o que o Galinho mostrou e muito bem.
    Já Chico Galindo ter achaques, é pura frescura, ele não tem esta autoridade neste contexto, onde é mero espectador.
    Ponderei como positiva a demissão de Luiz Soares, coerente e abriu um enorme espaço para Wilson Santos trazer Müller de volta.

  • JOÃO cARLOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É revoltante como tentam nos enganar!
    Deste imbroglio todo ficou evidente que o Luiaz Soares ficou ao lado dos servidores da saúde e nã apenas do médicos, enquanto o prefeito pinóquio tentava manter-seimune a o assunto, apenas ( como sempre ) culpando os outros pela falte se repasse de recursos.
    Felizmente a sociedade matogrossense nã é mera massa de manobra e certamente dará o troco no Pinóquio do PAC no momento certo.
    Chega de mentiras, falcatruas e inompetencia.

  • kleber | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tudo combinado. Só joguinho de cena.

  • ALZINO BERNARDES DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARABENS, LUIZ SOARES, VOSSA SENHORIA NÃO PODERIA DAR MELHOR CONTRIBUIÇÃO PARA A SAUDE DE CUIABA, A NÃO SER COM ESSE GESTO DE DISCONFIÔMETRO. PENA QUE FOI MUITO TARDE! VAI DEMORAR MUITO PARA CONCERTAR OS EXTRAGOS QUE VEZ NA SEC. DE SAUDE DE CUIABÁ. ADEUS CABEÇÃO!!!!!

  • sandra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O SUS Cuiabá só tem a perder com a saída de Luiz Soares e o povo também, pois quem atende mau e presta um péssimo serviço são os médicos e não o Secretário, ao contrario, nos últimos 20 anos foi o melhor secretário que a saúde já teve. A saúde é feita só por médicos? E os outros profissionais? Não são importantes ou não existem para o prefeito?
    Médico chega na unidade 8 e sai as 8:10, isso é atender bem e com qualidade? É bom a imprensa ter responsabilidade e dar voz a quem realmente se preocupa com o povo e servidores>

  • Maga | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não podemos esquecer o chefe da Inqizição Marco Aurelio da Atenção Basica, esse também, merece queimar na marmore dos inferno, hóóóó cabrinha ruim. fez um estrago enorme em todos os postos da Saúde e PSF, Despraiado que o diga, eu voto na escolha do Dr Wagner Simplicio para comandar essa pasta, esse tem carisma e respeito com a sociedade. Esse moço da Zoonozes. Se for no voto ele ganha.

  • Guilherme Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa crise da saúde em Cuiabá está evolta por uma hipocrisia sem tamanho. Tanto por parte de alguns veículos de notícia que deixam de dar o enfoque real do fato, como pela forma covarde com que o prefeito Wilson Santos encarou o pedido de demissão do secretário. Só um idiota para não saber que médico nenhum tem interesse em salário da prefeitura. Sendo assim o que eles estão fazendo lá? cumprindo um juramento de sevir a sociedade? é claro que não!!! - Com o mísero salário do serviço público nenhum deles conseguiria comprar carrões, fazendas ou construir clínicas, laboratórios e hospitais de luxo. Dessa forma é possível deduzir que o prefeito não aguentou a força do corporativismo médico e perdeu a queda de braço. Mas WS não assumiu isso, preferiu imputar ao seu secretário Luís Soares a pecha da derrota. Foi mais uma batalha vencida nessa guerra surda pelo controle da gestão(?) da polpuda verba da saúde em todo o país. Uma guerra onde não tem mocinho. Quem acompanha mais de perto esses episódios já persebeu que os intresses latentes nessa disputa têm um norte. E quem tem olhos vêem que eles apontam para o mesmo rumo.