• VITOR MEDEIROS MICHELINE | Sexta-Feira, 01 de Janeiro de 2010, 21h16
    0
    0

    Com relação à decisão do Governo sobre o concurso achei boas as medidas anunciadas. É necessário entender que um evento dessa envergadura como um dos maiores do país o governo do estado deveria ter planejado melhor com a Universidade Estadual. Os problemas teriam sido menores. Estive na cidade de Cáceres e vi que a própria UNEMAT teve dificuldades em encontrar pessoas para trabalharem no processo de aplicação e logística do concurso. Da forma como estava encaminhado era passível de ter problemas. Muitas outras universidades de excelências tiveram irregularidades com vestibulares e até concursos desse porte. A Unemat não é a primeira a passar por isso. O que vejo na UNEMAT com relação às criticas e a ação do sindicato é falta de postura em se tratando de uma academia importante para o estado. Vejo que os integrantes que formulam as críticas e a oposição à Reitoria e ao governo carece de intelectualidade e quase nunca apontam um rumo como saída para o aperfeiçoamento da academia que é produtora do conhecimento. A UNEMAT é um patrimônio da sociedade e a instituição não pode ser tratada como espaço de poder partidário. A academia deve estar acima das guerrinhas para se obter espaço de poder. Na universidade de hoje não cabe mais ações panfletárias, nem ações que instrumentaliza o sindicato com política e práxis de gabinete de parlamentar. Por tanto, o problema ocorrido com o concurso já está superado com as medidas apontadas pelo governo em conjunto com a universidade. Tem agora a Reitoria que cumprir a execução do concurso com todas as seguranças estabelecidas. Todos devem aprender com o ocorrido visando acertar no futuro. Cabe ao MP apurar as irregularidades apontadas e apresentar para a sociedade o resultado. Aproveito para saudar meu Mestre Prof. Jânio Macedo, vejo que continua na luta mesmo aposentado! Exemplo de cidadania!

  • ERNESTO MATO GROSSO DE FREITAS | Sexta-Feira, 01 de Janeiro de 2010, 01h27
    0
    0

    Não sou advogado do Professor Janio Batista o qual conheci e admiro seu trabalho enquanto conosco ficou no Departamento de Pedagogia. Lutou pela UNEMAT foi o autor da proposta de enfrentamento ao governo do Dante de Oliveira quando construirmos as Barracas no pátio da Unemat para conseguirmos os investimentos que hoje estamos usufruindo. Péricles que é você na ordem do dia? Nome que esconde qual personalidade? Tem medo de quem? No nosso tempo nunca ouvi falar de sua pessoa. Agora associar irregularidades a família do professor é o maior absurdo da sua parte. A saída do Professor Janio a Universidade foi em detrimento de um convite que ele recebeu do Governador MS - ZECA do PT para ser CHEFE de GABINETE da BANCADA do PT na Câmara de Campo Grande. Estive lá nessa capital e ele muito bem me recebeu por lá. Consulte os anais da Câmara Municipal 1997/2000. O Professor lá estava como Assessor de quatro vereadores do PT dando um show de competência. E você PERICLES, onde estava? Associar o nosso Professor às irregularidades é no mínimo querer desviar uma questão DO CONCURSO que ainda está sob a apreciação do MINISTÉRIO PUBLICO. As CONTAS da gestão do Prof. Taisir de 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 foram aprovadas pelo TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MT. Quanto ao Professor Janio aponte qual processo? Enquanto ele conviveu conosco foi professor no curso de Direito e Pedagogia. Foi exemplar no desempenho do seu magistério. Hoje sou advogado, tenho o prazer de ser até hoje amigo desse mestre. Olha, hoje é dia 01/01/2010, são 01:20 do primeiro dia do ano vi essa matéria por conta do alerta no Google, que sempre mostra as ações do professor ou referencia a ele. Aliás, coloque o nome dele no Google (Janio Batista de Macedo) PESQUISE como IMAGEM OU NOTICIAS vai ver o resultado... E você? Coloque seu e-mail vamos dialogar, vamos fazer o debate respeitoso. Meu e-mail: ernestomatogrosso@gmail.com

  • Péricles | Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2009, 17h56
    0
    0

    O "professor" Janio Macedo, só omite de sua opinião que é cunhado do professor Taisir e portanto, caro, sua opinião é parcial, tendenciosa e perniciosa. Só gostaria de lembrá-lo também do porque do seu contrato, "ex professor da UNEMAT", ter sido reincindido: irregularidades!!. Nos poupe das suas elocubrações "professor Janio". To achando que cometer irregularidades pode ser um problema de família...

  • Prof.Janio Batista de Macedo. | Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2009, 14h34
    0
    0

    Creio que a solução ao episódio foi sensata e vai servir de alerta para que o próximo Concurso não tenha que passar pelos problemas que surgiram. Tudo na verdade foi no meu modo de entender plandação de inverdades visando a desestabilizar a direção da UNEMAT. Infelizmente na universidade tem um "grupelho" que faz uma politica sacana e demoníaca. Tuda a articulação com objetivo de se credenciar nos projetos pessoais de alcançar o poder na Universidade. A comunidade academica tem amadurecido com as divergencias e com a conduta da "dita" opisição que instrumentaliza o sindidicato (ADUNEMAT) nessa linha já ultrapassada de de consquistar o poder. O Governo teve nessa questão um procedimento rápido trazendo para si a condução junto com a Reitoria que tem feito um bom trabalho na Instituição. A Unemat afinal é parte importante do atual governo mesmo tendo a independência na condução interna. O concurso ao que me parece será um dos maiores do Brasil. Sucesso para as pessoas que estão na condução dos trabalho. Prof. Janio Batista de Macedo Bolg: www.amapems.blogspot.com

  • augusto neto | Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2009, 11h46
    0
    0

    SR. EDITOR,ESSA ESTÓRIA DE SABOTAGEM É NO MÍNIMO UMA FALTA DE HUMILDADE POR PARTE DP GOVERNO,QUE REALMENTE TEM MUITAS FALHAS.OUTROS CONCURSOS,INCLUSIVE FEDERAL,JA FALHARAM E ISSO ,APESAR DE SER UM ERRO, ACONTECE.A PERFEIÇÃO DE GESTAO ESTA EM RECONHECER QUE FOI INCOMPETENTE E FAZER O POSSIVEL PARA QUE O ERRO NAO SE REPITA.