• Roberto Pereira | Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2010, 21h25
    0
    0

    Por esse montante poderiam contratar um Prince waterhouse coopers, Morgan Stanley consultoria ou qualquer outra de mesmo calibre para fazer tal trabalho, e nao uma OSCIP que nao tem histórico neste tipo de trabalho. Concordo que é um escandalo diante da sociedade cuiabana.