• cesar Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A VOLTA DO JÚLIO


    Caro Romilson

    Admiro muito o seu trabalho. Considero você como um dos mais sérios jornalistas do estado de MT, porém com relação a chamada desta matéria, acho que você foi infeliz, pois o fez de forma pejorativa, dando a entender completa parcialidade em relação ao pleito de Várzea Grande, inclusive contribuindo para denegrir a imagem de Júlio Campos.

    Quero deixar claro que não sou,nunca fui e talvez nunca serei eleitor do Sr. Júlio Campos, pois discordo da forma como ele faz política e do seu posicionamento ideológico, porém o respeito,enquanto cidadão.

    Júlio Campos, após a divisão do Estado se revelou um político realizador. As obras do seu governo estão espalhadas por todo o Estado, só nao vê quem não quer. Sendo assim ele tem grande importância na história política de Mato Grosso.

    Até achava que ele estava ultrapasssado e que não deveria pleitear mais nenhum cargo, porém com a revelação do verdadeiro perfil de Blairo Maggi, que na verdade nada tem de novo. É semelhante ou talvez pior que o Júlio.

    Além do fato acima citado e o não surgimento de novas lideranças comprometidas com as causas populares, passou a existir um grande vácuo na política do Estado. O experiente Júlio pressentiu isso e, novamente se dispõe a militar politicamente. É um direito dele, enquanto cidadão.Podemos combatê-lo, mas não nagar-lhe esse direito, usando termos pejorativos, desmerecendo o seu passado de homem realizador e fiel aos seus princípios, dos quais discordo, repito.

    Banana pode ser coisa do passado de Júlio Campos. Os matogrossenses, também achavam que desonestidade, conchavos e falta de transparência com as coisas públicas também eram, porém estamos todos decepcionados, pois descobrimos que esses males continuam existindo. É somente refletirmos sobre os desmandos praticados pela atual administração estadual, denuunciados pelos deputados Percival e Zé Carlos, e noticiados, inclusive por este blog.

    Caso se leve em consideração as propostas de campanha feitas por Blairo e o jeito como ele conduz o seu segundo mandato, veremos que o povo está sendo obrigado a engolir uma "temenda banana" e com casca e tudo. Essa banana não é passado. É presente, que provocará sérias consequências ao povo no futuro.

    Júlio, como administrador, político experiente e polêmico pode ser muito importante no debate político de Mato Grosso, no momento em que a turma da botina luta e, até acredita que é uma força "hegemônica e unânime".

  • Joseanne Dias Farias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É triste ver que Várzea Grande corre o risco de cair novamente nas mãos de Julio Campos, que está atrás apenas de seus próprios interesses. Várzea Grande precisa de sangue novo, e não desses políticos safados, demagogos, sem conteúdo e projetos. Wilson da grafitte seria a melhor opção, pois é o único que está fora desse grupinho de sangue-sugas.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O canditato do DEM tem que ser o DR Walace mesmo, pois é o unico que tem banca para enfrentar o Maksues...
    Uns fala no Wilson Grafite, mas me perguto eu, quem é Wilson Grafite? é um "empresário" que passa pela gente e nem se quer um bom dia ele dá.
    Do Sr Julio Campos nem precisa fala só basta olha o rastro que ele deixo ao longo de sua vida publica.

    Dr Walace segue firme que com certeza o Sr será o canditato a prefeito, pois os outro que ai desputa com o Sr não tem bagagem nenhuma para ser canditato a não ser se forem caditato a vereadore...

    Abraços a todos

  • ZANNONE BORGES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é salutar tecer neste momento um comentário a respeito:
    eu pergunto: que legado público estes CAMPOS(julio e jaime e cambada da familia) deixaram para várzea grande e mato grosso...? somente aquilo que eles chamam de curral... Conheço muito bem os quatro prefeitáveis de VG. por isso tenho moral pra dizer simplesmente FORA CAMPOS... o meu voto indistintamente profissional é do WILSON GRAFITTE. Só espero que não seja a descontinuidade deste LEGADO NEGATIVO DOS CAMPOS ... esse povo só anda de ré... chega...

    tenho dito.

  • Ivania Lavratti | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Boa tarde, povo Varzeagrandense......precisamos de renovação, idéias novas, administradores jovens, precisamos de superação........ encontraremos todos esse adjetivos no pré-candidato WILSON GRAFITTE.......estaremos com vocv~e até o fim.

  • Ivania Lavratti | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COM WILSON CANDIDATO DO DEM, NÃO TEM PRA NIMGUÉM.....
    UM CANDIDATO SEM VÍCIOS POLÍTICOS....SEM PANELINHA, SERÁ UMA ADMINISTRAÇÃO LIMPA E HONESTA. SERÁ A FAVOR DO CIDADÃO VARZEAGRANDENSE.

  • LUIZ PINHEIRO BARBOSA NETO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr. Romilson

    Tenho a dizer que sou frequentador assíduo de seu site, todavia, entendo que o verdadeiro jornalismo, se faz com verdade, sinceridade e imparcialidade, e isso vocês da redação sempre estão tentando fazer. Entretanto, quando expelem uma matéria como esta, fica explícito o intuito parcial que vocês estão a ter, portanto, seria importante que pudessem rever alguns conceitos jornalísticos, para que possam trazer aos leitores, uma informação responsável, e não, uma informação deturpadora, difamatória, e criminosa............Digo isto, como uma crítica construtiva, pois acho que o futuro jornalístico de vocês é grande, todavia, jamais podem deixar o cunho emocional se sobrepor sobre o racional e razoável.
    INFELIZMENTE, vocês demonstraram uma irresponsabilidade sem precedentes, quando publicam uma matéria desta...............
    Todos nós sabemos quem é Julio Campos, e os serviços prestados que têm, pois aos quatro cantos deste mato grosso encontram-se obras, com a marca, o amor e o suor deste eterno governador..........Portanto, se quizerem difamar alguém, mande um email pessoal para o cidadão, e não faça mais isso...............Por que quem sairá perdendo é o seu site..............
    Quando digo isso, não estou me referindo ao cerceamento de uma liberdade constitucional, que é a liberdade de imprensa, mas sim estou me referindo a uma liberdade de imprensa RESPONSÁVEL E DECENTE, E NÃO DETURPADORA E DIFAMADORA................
    Infelizmente, o jornalista que redigiu esta matéria, está demonstrando uma incompetência jornalística, sem precedentes, porque ao contrário de trazer informações aos leitores, ele está demonstrando uma mágoa e ira de cunho pessoal, contra o Dr. Julio Campos..................Espero sinceramente, que tentem se redimir dos seus atos...........pois sou um frequentador assíduo do seu site....................e não admiro atitudes como esta...................
    O povo fala, fala, dos Campos, mas pelo visto, ainda não encontrei um político autêntico como Julinho, ele ama não só Varzea Grande, o seu amor suplanta as divisas deste município, e se estende a todo o Mato Grosso, e portanto, entendo sim, que políticos como ele, tem que retornar a vida pública, afinal , os matogrossenses precisao ser valorizados, fato este que nos ultimos momentos da politica matogrossense estao em escassez......................Portanto, nao é só Varzea Grande que precisa de Julio, mas sim o Mato Grosso, e digo isso de coraçao aberto, por que admiro este Estado desde quando aqui cheguei, e percebo, que politico como Julio está em extinçao, por isso, é preciso respeitar está espécie, e permitir que VG volte a ser feliz.................VOLTA JULIO, PQ O MT TE ESPERA DE BRAÇOS ABERTOS

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ex-deputado, ex-senador, ex-prefeito, ex-conselheiro Júlio Campos parece ter uma, digamos assim, paixão muito grande pela banana, que, aliás, como alimento é bastante nutritiva e saudável.O que não é saudável é presenciar essa luta renhida pelo poder na cidade de Várzea Grande. Amassem realmente o seu município e os políticos de lá estariam, isto sim, unidos em torno do objetivo maior de impulsionar o progresso e desenvolvimento daquela cidade, proporcionando uma melhor qualidade de vida a seus habitantes, estes o verdadeiro prejudicado pelo estrelismo e falta de profissionalismo político de seus líderes (???). Vàrzea Grande possui Deputados, senador da República e muitos, muitíssimos políticos que, ainda atuando como os coronéis de antigamente, praticam uma política retrógrada que, na prática beneficia somente uma meia dúzia de pessoas, que usufruem do poder da urbe em benefício próprio, em total descaso com o povo local. A briga no DEM é uma demonstração de que a grande maioria dos políticos nela envolvidos não estão com o mínimo interesse de solucionar os problemas do município, mas sim, persistirem com o atraso, com o arcaico, com o coronelismo. Para eles - os mesmos que deixaram o município do jeito que se encontra hoje - o importante é estar no poder. Amor dsse jeito eu dispenso.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Pedro Cácio Simão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sem dúvida nenhuma o candidato melhor preparado para comandar VG é Wilson da Grafite. Homem ágil e competente. VG precisa disso.