• Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pode até ser que não haja políticos bonzinhos meus caros...mas há uma pequena parcela que faz mais que os outros...e o Zé do Pátio é um exemplo vivo disso...um parlamentar que ocupa todas as suas vagas de assessores na AL, enquanto outros tem 3 ou 4 funcionários, para provir de mais verba de gabinete no final do mês....um político que está interessado em criar varas especializadas para casos específicos...um parlamentar comprometido com seu povo (assentados, moto taxistas, professores, entre outros)...isso sim é preocupar-se com a classe menos favorecida..ou melhor...com a classe esquecida...

  • manoel delgado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É Impressionante os comentarios de algumas pessoas aqui neste site; a favor desses 43% nas contas de luz, telefones etc.. O deputado está correto, está cumprindo com a sua obrigação; foi eleito para legislar, fiscalizar, etc. Agora, o executivo para demonstrar transparencia em sua administração deveria apresentar essa relação de beneficiados com os beneficios fiscais. E chega de dizer só amém para os administradores, se está errado tem que ser contrario, mas com responsabilidade e não compoliticagem.

  • Marcelina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Deputado Zé Carlos do Pátio, você é dez.