• Carlos Nunes | Sábado, 02 de Junho de 2018, 15h18
    6
    2

    Puxa vida! Quando teve intervenção militar a partir de 1964, fui contra...era do MDB - manda brasa. Hoje vendo que são assassinados no país anualmente mais de 50 mil pessoas, e tem ano que chega aos cem mil...que saudade dos militares. O país virou um antro de ladrões. Muitos políticos, até acima de qualquer suspeita, hoje são apontados pelo delatores premiados, que abrem o bico e dizem na cara: Esse? Pediu propina também. Passei na banca de jornais, e vi a Revista ISTO É, na capa tá a delação do Palloci, que conta as peripécias do tio Lula, fala também da Dilma, da Gleici. Tio Lula, segundo o Palloci, seu braço direito, só gostava de receber propina superior a 10 milhões, menos que isso não aceitava. Não apareceu até agora nenhum partido de coragem pra lançar como candidato a presidente um General - daqueles bem patriota, honesta e competente. Se ele garantisse que ia parar a roubalheira desgraçada no pais...ganhava no primeiro turno. Eu votava nele. Não existe partidos de coragem no Brasil, infelizmente. Como tem vai aparecer o General, vou de Capitão Bolsonaro mesmo. O Brasil, pra endireitar, precisaria era o Capitão América, mas como este é só personagem do gibi, vamos tentar o Capitão Bolsonaro mesmo. Mas só Bolsonaro não adianta...temos que eleger um NOVO Congresso Nacional...NOVOS senadores, NOVOS deputados federais. Tudo novinho, zerado.

  • Buno | Sábado, 02 de Junho de 2018, 11h22
    5
    3

    Todo corrupto tem medo de uma intervenção militar no país. Será porque?