• Sociedade | Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019, 12h21
    5
    8

    “Por ora, é possível afirmar que a organização conjecturada, cuja identidade de todos os seus membros ainda é desconhecida, tem como braços externos os empresários Eder Augusto Pinheiro e Júlio Cesar Sales Lima, que publicamente adotam medidas e ações a favor do GRUPO, inclusive cooptando adesões, cujo braço estatal encontra-se instalado na Ager, por intermédio dos servidores públicos Eduardo Alves de Moura, Luis Arnaldo Faria de Mello, Jucemara Carneiro Marques Godinho e Emerson Almeida”, diz trecho da investigação. Notícia veiculada pela própria RDNEWS, uma pena a escolha do Sr Emerson para diretor, é manter o favorecimento às empresas e prejudicar a Administração Pública e a sociedade...

  • Sociedade | Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019, 11h36
    10
    1

    Uai...esse diretor Luiz Arnaldo Farias de Melo não tinha saído porque acabou o mandato dele?

  • Sociedade | Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019, 11h34
    7
    8

    "Quando as pessoas tóxicas não conseguem te manipular, elas tentarão manipular como as pessoas te enxergam!" Lastimável a postura dos ditos "servidores" da AGER, tirando alguns poucos que realmente trabalham em prol do certo e da sociedade, os demais demonstram cada vez mais conivência com a organização criminosa que se estabelecia na Agência.